Abiove participa do debate sobre a cadeia produtiva da soja no Pará: tendências e mercado

439

A Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) participa do debate sobre sustentabilidade e cadeia produtiva dos grãos no Pará, nesta sexta-feira, 9, no “Painel Pará 2030”, no auditório do Parque de Exposições em Paragominas. O gerente de sustentabilidade da Abiove, Bernardo Pires, fará palestra sobre a sustentabilidade na cadeia da soja.

O debate, promovido pelo governo do Pará (Secretaria de Municípios Verdes e Secretaria do Desenvolvimento) e pelo Sindicato Rural de Paragominas, abordará os temas: Protocolo de Grãos do Pará, Moratória da Soja no Bioma Amazônia, novo Código Florestal (Cadastro Ambiental Rural (CAR) e Programa de Regularização Ambiental (PRA), licenciamento ambiental e exigências do mercado consumidor, com ênfase nos clientes europeus.

A Abiove é a coordenadora, pelo setor privado, do Grupo de Trabalho da Soja (GTS), que planeja e executa as ações da Moratória, juntamente com a sociedade civil e o Ministério do Meio Ambiente. A Abiove é signatária do Protocolo de Grãos do Pará. Esse documento exige que produtores, empresas e entidades rurais se comprometam em adquirir grãos retirados somente de terras legalizadas. Os produtores devem emitir nota fiscal e estar inscritos no Cadastro Ambiental Rural. As fazendas não devem estar na lista de áreas embargadas pelo Ibama ou pela Secretaria de Meio Ambiente.

Todos os temas a serem debatidos em Paragominas são importantes para a Abiove e as suas empresas associadas. A entidade, por meio do Programa Soja Plus, incentiva os produtores rurais a se inscrever no CAR e a cumprir as regras do novo Código Florestal. O Soja Plus, do qual a Abiove é a coordenadora nacional, está presente em quatro estados – Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Bahia. A preocupação da Abiove é conscientizar os sojicultores sobre a necessidade de atenderem as exigências de sustentabilidade por parte do mercado europeu, principalmente, o importador número um do farelo de soja do Brasil.

Fonte: Abiove

Texto originalmente publicado em:
Abiove
Autor: Assessoria de Comunicação da Abiove

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.