Presidenta da Coamo defende modalidade que, para ele, pode ser um divisor de águas da atividade

O planejamento da safra exige uma série de medidas e decisões do produtor rural, são ações que nem sempre estão relacionadas ao manejo das lavouras. Mais do que adquirir adubo, sementes, herbicidas, inseticidas, fungicidas, dentre outros insumos, é preciso incluir o seguro agrícola. Uma decisão que garante ao produtor o equilíbrio financeiro e a estabilidade que no passado era pouco comum na agricultura.
Segundo o presidente da Coamo e Credicoamo, José Aroldo Gallassini, neste momento de plantio da safra 2018/2019, o cooperado precisa se garantir, procurar uma instituição financeira e consolidar a segurança da produção. Dr. Aroldo alerta para a necessidade de adesão ao seguro, lembrando que hoje em dia existem linhas de crédito modernas e adequadas à realidade do produtor rural, e que não há mais motivos para não se prevenir e assegurar a lavora.
Para Gallassini, aderir o seguro agrícola é uma forma de o produtor rural proteger o investimento realizado na implantação e condução da lavoura. É uma ferramenta que deve ser contratada para evitar prejuízos financeiros, pois garante o recebimento de uma indenização por prejuízos causados por eventos climáticos. Uma decisão que garante ao produtor o equilíbrio financeiro e a estabilidade que, no passado, era pouco comum na agricultura.
No Brasil menos de 10% da área de cultivo é coberta por seguro, enquanto que nos EUA acontece o oposto. Por lá, mais de 90% da área de cultivo é segurada, garantindo a sustentabilidade da atividade. Por isso é importante correr atrás e fazer seguro. O produtor brasileiro tem de entender a importância do seguro para não correr riscos. É a garantia de uma estabilidade para o setor agrícola.
Serviço: para ouvir o programa que foi ao ar na manhã de hoje CLIQUE AQUI.
Fonte: Portal da Coamo
Texto originalmente publicado em:
Coamo
Autor: Coamo

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.