Adubação nitrogenada melhora sua produção de milho. Saiba como!

4571

Nos últimos anos, estamos presenciando um considerável aumento na produtividade da cultura do milho no Brasil, sendo cada vez mais comum encontrarmos colheitas com médias acima de 10.000 kg/ha, com alguns agricultores chegando a impressionantes 15.000 kg/ha.

Todo esse sucesso produtivo pode ser atribuído ao grande avanço tecnológico, como a adoção de milho Bt, aliadas à maior fertilidade do solo, além de práticas mais eficientes de manejo e adubação.

Dentre esses aspectos ligados ao aumento da produtividade, a Adubação Nitrogenada vem ganhando destaque. Isso porque o nitrogênio (N) é o nutriente responsável pelo crescimento das plantas, por contribuir com a produção de novas células e tecidos – daí a importância deste tipo de adubação.

Porém, na adubação nitrogenada na cultura do milho, alguns aspectos são importantes. Dentre eles, devemos ponderar a época de aplicação e a necessidade de seu parcelamento, na garantia do sucesso da ação.

Adubação Nitrogenada: O que é?

O nitrogênio é conhecido como elemento essencial para todas as plantas, isso porque exerce funções importantes nos processos bioquímicos da planta, estando diretamente relacionado com o crescimento e com o rendimento de culturas, estimulando as taxas de iniciação e expansão foliar, o tamanho final e a intensidade de senescência das folhas.

Por esta razão, contar com a adubação nitrogenada é de fundamental importância para o crescimento vegetativo da todas as culturas, inclusive o milho.

 

Dentre as culturas, o milho é conhecido por remover grandes quantidades de nitrogênio do solo. Assim, se o produtor busca maior produtividade, é indicado que ele faça uso da adubação nitrogenada objetivando complementar a quantidade suprida pelo solo.

Segundo a doutoranda em Agronomia da UTFPR-PR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), Idianara Fernanda Pizzatto, a adubação nitrogenada é conhecida pela aplicação de ureia, sulfato de amônio ou nitrato de amônio. “Tais compostos se caracterizam por apresentarem elevada concentração de nitrogênio em sua formulação, contribuindo desta forma no aumento da produtividade do milho”, explica.

Quando realizar a adubação nitrogenada?

Para realizar a aplicação da adubação nitrogenada na cultura do milho, Idianara comenta que é de extrema importância que a agricultor leve em consideração a demanda de nitrogênio durante o desenvolvimento da cultura.

As maiores necessidades deste nutriente são após a emergência da planta, visto que o N é utilizado para o rápido desenvolvimento inicial da planta, estendendo-se até o momento da emissão do pendão, período o qual ela necessita de mais nutrientes”.

Ainda para definir a época de aplicação, o agricultor deve ter ciência do potencial de perdas por lixiviação em função da textura do solo (arenoso ou argiloso) e a presença de impedimentos físicos e químicos que reduzem a profundidade efetiva de exploração do perfil do solo pelas raízes.

Idianara sugere que o agricultor também deve levar em consideração as condições ideias de umidade no solo no momento de aplicação.

Importância do parcelamento ao fazer a adubação nitrogenada

Tradicionalmente, o N é aplicado em cobertura em diferentes estádios fenológicos da cultura do milho, garantindo maior eficiência agronômica. Por isso, a aplicação parcelada é recomendada para todas as situações.

A pesquisadora da UTFPR complementa: “Em diversos experimentos, os melhores rendimentos foram obtidos quando a aplicação nitrogenada foi realizada de forma parcelada durante o ciclo da cultura”.

Segundo Idianara, o parcelamento proporciona menores perdas no solo através dos processos de volatilização ou lixiviação. No entanto a pesquisadora indica que fatores como fertilidade do solo, época de semeadura da cultura, práticas de rotação das culturas são condições que devem ser levadas em consideração ao estabelecer as quantidades a serem aplicadas.

Resultados produtivos e custos da Adubação nitrogenada

De fato, a quantidade correta a ser aplicada de adubos nitrogenados juntamente com o manejo adequado da cultura são fatores que contribuirão para o aumento da produtividade para a cultura do milho.

Porém, a eficiência relativa nas formas de adubação nitrogenada para a cultura do milho, têm sido bastante variáveis. Por esta razão, Pizzatto ressalta que só isso não basta para alcançar o sucesso da produtividade. “O sucesso depende do suprimento adequado de outros nutrientes para a cultura, correção do solo, manejo adequado da cultura e nível tecnológico”.

Quanto aos custos, a adoção da prática na cultura do milho possivelmente afetará de forma direta nos custos de produção, tornando-os mais elevados. Porém, Idianara indica que sem estes custos extras, o agricultor dificilmente alcançará um aumento desejado na produtividade da sua lavoura.

Dessa forma, torna-se extremamente necessário por parte do agricultor o acompanhamento dos custos que envolvem todas as etapas do sistema produtivo, inclusive a adubação nitrogenada.  Com isso tal forma de adubação irá se tornar acessível à todos os agricultores de milho, que terão sua produtividade aumentada, desde que seja muito bem planejada.

Fonte: Agrishow Digital, o canal de conteúdo digital da Agrishow.

Confira tudo sobre o Agrishow 2018 clicando aqui.

logo Agrishow

Texto originalmente publicado em:
Agrishow Digital
Autor: Redação Agrishow

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.