Alcance a eficiência de combustível em veículos a campo em 5 passos fáceis

2450

O agronegócio é uma atividade bastante variável e com margens de lucro bem apertadas. Por isso, qualquer redução de custos será vital para aumentar a eficiência produtiva.

Neste contexto, o gerenciamento do uso de combustíveis da frota agrícola se configura como uma das variáveis mais significativas, onde o eficiente controle do uso de combustíveis e lubrificantes será parte importante e que pode, inclusive, indicar diferença entre o lucro ou o prejuízo nas operações a campo.

Dessa forma, para garantir maior eficiência de combustível nos veículos no campo. Com isso, o empresário rural deve tomar atitudes que visem redução no consumo de combustíveis. Para ajudar nesta economia, conversamos com Marco Ripoli, diretor de marketing de produto da Case IH, que dá dicas valiosas.

5 passos significativos para maior eficiência de combustível nos veículos a campo:

Continua após a publicidade…


Quer + conhecimento no carnaval? Aproveite nossos descontos e matricule-se em um dos nossos cursos. SOMENTE no carnaval, cursos de R$ 79,90 por R$ 50,00. Você cursa no seu tempo livre e ainda ganha um certificado. Clique aqui e confira.

A agricultura não para, e seu aprendizado?


 

1. Maior eficiência dos motores

Os motores são a parte mais importante no processo de economia de combustíveis. Ripoli garante que os cuidados com o motor dos veículos são relativamente simples. Entre eles, o representante da CASE IH cita a troca de filtro, de lubrificante e de combustível, seguindo o tempo determinado pelo manual de todas as máquinas.

Ripoli garante também que é fundamental utilizar o lubrificante especificado pela fabricante, visto que o produto já foi previamente testado e aprovado para a missão que se destina.

Em motores com injeção eletrônica, o produtor deve esperar cerca de 30 segundos para dar partida. “Esse é o tempo destinado para o computador fazer o “check” de todo o sistema e sensores do equipamento”, explica Ripoli.

Logo após dar a partida, é necessário esperar mais 30 segundos antes de acelerar para o que o lubrificante circule em todo motor. Essa ação por si só já garante boa eficiência de combustível.

2. Escolha e correta calibragem de pneus

Uma orientação bastante importante baseia-se sempre em usar o pneu correto para cada aplicação, com carcaça e banda indicadas de acordo com a carga a ser transportada, tipo de terreno e eixo do veículo. Além disso, a calibração dos pneus é fundamental. Ripoli explica que pneus com calibração abaixo do especificado aumentam a área de contato com o solo. Isso cria mais resistência e força o motor a trabalhar mais, consequentemente, o consumo de combustível será mais elevado.

Dá mesma forma, pneus com calibração acima do especificado tornam os equipamentos mais instáveis nas operações. Com isso, acabam aumentando o balanço e a “patinagem” dos equipamentos, ocasionando também maior consumo de combustível.

3. Manutenção Preventiva

Um trator que funciona mal pode ter até 25% a mais de consumo. Assim, uma boa forma de atingir a eficiência de combustível em veículos agrícolas é manter a manutenção preventiva sempre em dia, inspecionando aquelas máquinas que frequentemente estão na tangente do consumo de combustíveis.

Fazer todas as regulagens do equipamento para uma determinada atividade é fundamental para obter a melhor performance alinhada ao consumo de combustível”, garante o diretor de marketing de produto da Case IH.

É importante também evitar que as máquinas sejam enviadas ao campo desalinhadas ou com problemas na suspensão. Isso pode causar prejuízos, além de excesso no consumo dos combustíveis.

Ripoli dá outra dica importante: “Sempre após a realização de atividades, o equipamento deve ser devidamente limpo”. Ele dá como exemplo o uso de ar comprimido para a limpeza do intercooler e do radiador.

4. Qualidade do combustível

Para maior eficiência de combustível, o empresário rural deve priorizar sempre a qualidade. Combustíveis de qualidade duvidosa costumam conter solventes ou contaminantes. Com o tempo, estes produtos deterioram as peças do sistema de injeção, refletindo diretamente no consumo, que será maior. Portanto, recomenda-se usar sempre o combustível adequado e com qualidade que atenda as recomendações do órgão regulador.

5. Condução econômica e segura: o papel do operador

Um operador pouco capacitado ou que não conhece todas as funções do equipamento é o primeiro passo para prejudicar o consumo. Dessa forma, Ripodi garante que para atingir o máximo de eficiência de combustível é necessário que o operador conduza o equipamento de maneira adequada. Para isso, o constante treinamento é fundamental.

Além disso, ele indica que trabalhar na marcha a velocidade e a rotação adequadas para cada atividade é fundamental. “Com isso, ele conseguirá o máximo de eficiência de seu equipamento”, explica.

Instruir o operador a desligar o motor durante longas paradas é uma atitude bastante simples, mas que pode fazer uma diferença significativa no volume de combustível consumido. Pode-se também ensinar a não trabalhar a máquina em uma velocidade muito alta, “isso força o motor a entrar sempre na reserva de potência e torque, o que eleva consideravelmente o consumo”, comenta.

Por fim, o diretor de marketing de produto da Case IH afirma que há empresários rurais que adulteram os parâmetros de combustão de motores com maior eletrônica embarcada, visando o aumento de potência (processo conhecido como chipagem), o que pode gerar desiquilíbrio no consumo de combustível, elevando-o. Dessa forma, a recomendação é sempre usar as configurações de fábrica.

Fonte: Agrishow Digital, o canal de conteúdo digital da Agrishow.

Confira tudo sobre o Agrishow 2018 clicando aqui.

logo Agrishow

Texto originalmente publicado em:
Agrishow Digital
Autor: Redação Agrishow

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.