CESB comemora 10 anos de alta produtividade de soja

Entidade comemora crescimento de mais de 80% na produtividade de soja em áreas auditadas pelo Comitê durante Desafio Nacional de Máxima Produtividade

Na expectativa para a divulgação dos números finais da safra 2017/2018 de soja, o aumento da produtividade já pode ser comemorado pelos sojicultores, que, ano após ano, inscreveram áreas de cultivo no Desafio Nacional de Máxima Produtividade de Soja, promovido há dez anos pelo Comitê Estratégico Soja Brasil, (CESB). Nesse período, os vencedores do Desafio registraram um recorde atrás do outro, demonstrando a capacidade de difusão do conhecimento tecnológico que fez com que a produtividade em áreas auditadas saísse de 82,8 sc/ha na safra 2008/2009, para incríveis 149,08 sc/ha, em 2017/2018.

Comparando os dois resultados, a evolução da produtividade alcançada pelos campeões do CESB está na casa de 80%, e o número de áreas dedicadas ao Desafio demonstra que o interesse do produtor aumenta a cada ano e que ainda existem ganhos a serem alcançados. “Conseguimos mostrar que é possível produzir mais, com mais eficiência. Isso fixa a família do produtor no campo, gera renda e mais alimento no mesmo espaço, já que diminui a abertura de novas áreas”, comenta o presidente do Comitê Nery Ribas.

Após uma década, a evolução do interesse do sojicultor no evento também pode ser demonstrada pelo número de inscritos no Desafio. Na primeira edição foram 140 participantes e na safra 2017/2018 as inscrições alcançaram o patamar de 5.500 inscrições demonstrando o crescente interesse pela produtividade por parte de todo sistema produtivo da soja no Brasil.

Surgimento

No final da década passada, um grupo multidisciplinar de profissionais ligados ao agronegócio percebeu a necessidade de criar um local onde ideias, tecnologias e novas práticas se tornassem o combustível para aumentar a média de produção de soja, que na época girava em torna de 40 sc/ha. “A criação do CESB reuniu engenheiros agrônomos, profissionais do setor da tecnologia, finanças e administrativas, que começaram a enxergar que a identificação e o compartilhamento de informações, aumentaria a produtividade sem que novas áreas de cultivo fossem abertas”, explica Luiz Antonio da Silva, diretor executivo da entidade.

Atualmente o Comitê conta com 23 membros e 22 patrocinadores, que, alinhados a uma política de inovação e difusão de conhecimento, tornaram-se referência internacional. Além do Desafio e do Fórum Nacional de Máxima

Produtividade, a entidade detém ainda uma cadeira fixa na Câmara Setorial da Soja em Brasília, bem como a promoção de Fóruns Regionais que ajudam na disseminação das informações.  O CESB também apoia e participa de simpósios e eventos ligados à difusão do conhecimento adquirido ao longo de 10 anos de atuação.

Laboratório

“O CESB nasceu para entender porque existem no país alguns produtores que conseguem ter boa produtividade e outros não. O Desafio é um marco para o sojicultor, pois o evento se tornou um local de troca de experiências, para o Brasil e para o mundo”, explica Nery. Os campeões do CESB participam de viagens e tours tecnológicos internacionais promovidos pelo Comitê, principalmente para os EUA e para a Argentina, considerados ao lado do Brasil, os principais produtores de soja do mundo.

O Desafio de Máxima Produtividade estimula os produtores a usar a área inscrita como um grande laboratório, onde os resultados e as tecnologias empregados podem se tornar viáveis economicamente e utilizados nas áreas comerciais de produção. “O Desafio nasceu como uma fonte de inspiração para todos os sojicultores do Brasil. Nosso propulsor é a demanda crescente por alimentos no planeta. Ano a ano, os produtores rompem patamares de produtividade, o que demonstra que a rede de conhecimento estabelecida no prêmio é muito significativa”, comenta o presidente do CESB, Nery Ribas.

Os produtores que se inscreveram no prêmio estão divididos em duas categorias: produção em áreas irrigadas e não irrigadas. As auditorias do Comitê foram iniciadas em fevereiro e o campeão do Desafio 2017/2018, bem como a revelação dos cases vencedores, serão apresentados no dia 12/06 durante o VIII Congresso Brasileiro de Soja (CBSoja), evento que será realizado de 11 a 14 de junho de 2018, no Centro de Convenções de Goiânia-GO.

Sobre o CESB:

O CESB é uma entidade sem fins lucrativos, formada por profissionais e pesquisadores de diversas áreas, que se uniram para trabalhar estrategicamente e utilizar os conhecimentos adquiridos nas suas respectivas carreiras e vivências, em prol da sojicultura brasileira. O CESB é qualificado como uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), nos termos da Lei n° 9.790, de 23 de março de 1999, conforme decisão proferida pelo Ministério da Justiça, publicada no Diário Oficial da União de 04 de dezembro de 2009. Atualmente, o CESB é composto por 18 Membros e 18 entidades patrocinadoras: Syngenta, BASF, Bayer, Jacto, Mosaic, TMG, Stoller, Monsanto, Sementes Adriana, Agrichem, UPL do Brasil, Aprosoja MT, Produquímica, Instituto Phytus, DuPont, Timac Agro, Ical e Brasmax. Mais informações: www.cesbrasil.org.br.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.