Com ajuda do clima, semeadura do trigo chega a 65% na região central da Argentina

Este ano, a região central da Argentina pode acabar incorporando 250 mil hectares aos 1,1 milhão de hectares cultivados com trigo no ano passado. O centro e sul de Santa Fe é a área que mostra mais entusiasmo. Com a semeadura avançada, os produtores já falam em acrescentar mais áreas. O preço é tentador e a oportunidade é de ouro; Os solos estão cheios de água, e o clima se mostra favorável com o cereal.

O objetivo de aumentar as produtividades de trigo na região foi assumido, todos os fatores são otimizados para que seja possível atingir um novo teto produtivo. Nos últimos anos, houve uma mudança muito forte na gestão da cultura que continua a se aprofundar visando aumentar a produção,  As doses de fertilizantes são ajustadas para se obter um rendimento esperado de 75 Sc / ha. .

Com ajuda do clima, semeadura chega a 65%

A água armazenada nos solos e os dias sem chuvas permitiram que os trabalhos de campo avançassem e cerca de 215 mil hectares fossem semeados esta semana. O norte de Buenos Aires continua com atrasos na semeadura,Com apenas 35% da área. No nordeste de Buenos Aires, as áreas mais altas já foram semeadas, porém, as partes mais baixas ainda sofrem a alta umidade.

Baixas temperaturas atrasam a germinação

A semana começou com temperaturas entre 1 ° C e 3 ° C abaixo de zero e geadas em toda a região. A temperatura mais baixa foi registrada em Colonia Almada com 5 abaixo de zero. O frio retarda a germinação e o crescimento do trigo. No entanto, o cereal exibe condições muito boas nos lotes nascidos.

Fonte: Adaptado de Bolsa do Comércio de Rosário

Tradução: Equipe Mais Soja

Texto originalmente publicado em:
Bolsa do comércio de Rosário
Autor: BCR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.