Soja

Nesta semana (05/10 a 09/10) a cotação da saca de soja sofre uma nova baixa no Rio Grande do Sul. O preço máximo pago ao produtor chegou a R$ 80,50 e o preço mínimo R$72,50.

Até o final do ano, é provável que os produtores brasileiros sintam pressão maior na demanda de soja. Isso acontece porque, com o embate comercial entre China e Estados Unidos, o espaço cresceu para o Brasil, único país com capacidade de abastecer o gigante asiático diante da blindagem ao produto norte-americano.

No Paraná, a  semeadura de soja avançou  11 pontos percentuais  e atingiu 76% da área total destinada a cultura. De maneira geral as áreas já semeadas encontram-se em boas condições,  sendo que  11% estão fase de germinação, 85% em desenvolvimento vegetativo e 4% em floração.

Enquanto isso no Rio Grande do Sul, na maioria das regiões, os produtores intensificaram a semeadura na semana. Somente nas áreas com maior umidade o plantio teve lentidão, evoluindo pouco.



Arroz

O preço do arroz em casca (saca 50kg) variou entre R$ 39,00 e R$ 46,00 esta semana. Em solo gaúcho,mesmo com o avanço da semeadura no Estado, em algumas zonas da Fronteira Oeste e Campanha, e especialmente nas áreas mais baixas, está ocorrendo um pequeno atraso no plantio das lavouras, em decorrência do inverno chuvoso.

Com produtor ativo e indústria recuada, indicador caiu 5,2% em outubro. Segundo colaboradores do Cepea, indústrias permaneceram cautelosas para novas aquisições ao longo do mês, priorizando o arroz depositado em seus armazéns. Outras beneficiadoras, por sua vez, não demonstraram interesse de compra durante boa parte do período.

Trigo

Já na perspectiva do cereal, o preço variou entre R$37,00 e R$ 40,00. De acordo com o Deral, até a segunda-feira (05/10) a colheita de trigo no Paraná, maior produtor brasileiro do cereal, chegou a 86% da área total que foi destinada ao cereal,  frente a  82% na semana anterior.

O estado, que é o maior produtor do cereal, deve registrar uma produção de 2,959 milhões de toneladas de trigo, avanço de 32% frente ao ano anterior, de 2,244 milhões de toneladas. A produtividade média deve subir podendo chegar a 2.698 quilos por hectare, superando em 15% os 2.350 quilos por hectare registrados na temporada anterior de 2016/2017.

No Rio Grande do Sul, a cultura em colheita na maioria das regiões (48% colhido), restando apenas o Planalto Médio e o Alto da Serra do Botucaraí para iniciá-la,tornando-a plena no Estado.

Milho

O preço do milho oscilou entre R$32,00 e R$40,00. O Paraná já se encaminha para o final da semeadura do milho de verão,  visto que 97% da área total prevista para o cultivo já foi semeada.  Em relação as áreas já semeadas, 4% estão em fase de germinação , 95% em fase de desenvolvimento vegetativo e 1% em floração.

Em solo gaúcho, a semeadura do primeiro plantio já encerrada nas regiões do Planalto Médio e Alto Uruguai, mantendo-se implantação avançada nas demais regiões do Estado.

Fontes: Emater – RS, CEPEA, DERAL.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.