Desempenho de doses de fungicidas no controle da ferrugem-asiática-da-soja

113

O objetivo foi verificar se há efeito na redução de dose de fungicidas no controle da ferrugem-asiática-da-soja.

Autores:  A. CHECHI1; R. ROEHRIG1; B. S. SILVA1; C.C. DEUNER1; C.A. FORCELINI1; W. BOLLER2

Trabalho disponível nos Anais do Evento e publicado com o consentimento dos autores.

Resumo 

A ferrugem-asiática, causada pelo fungo Phakopsora pachyrhizi, é a principal doença que acomete a cultura da soja. O seu controle é baseado, principalmente, na aplicação de fungicidas.

O objetivo foi verificar se há efeito na redução de dose de fungicidas no controle da ferrugem-asiática-da-soja. O experimento foi realizado no Laboratório de Fitopatologia da Universidade de Passo Fundo, nos anos 2016 e 2017, em delineamento inteiramente casualizado, com seis repetições.

Foram preparadas soluções de 0 a 100% da dose comercial, para o volume de calda de 100 L ha-1, com dois fungicidas: trifloxistrobina (60 g.i.a. ha-1) + protioconazol (70 g.i.a. ha-1) e azoxistrobina (60 g.i.a. ha-1) + benzovindiflupir (30 g.i.a. ha-1). Folíolos de soja crescidos em casa-de-vegetação, no estádio V8, foram mergulhados nas respectivas soluções-fungicida e dispostos em câmaras úmidas em caixas gerbox.

Vinte e quatro horas após o tratamento fungicida, os folíolos foram inoculados com uma suspensão de esporos de P. pahyrhizi (50.000 esporos mL-1), com isolado oriundo de Passo Fundo em 2016, e com isolados de Passo Fundo, Sertão, Tupaciretã e Condor/RS em 2017.

As caixas gerbox foram incubadas durante 22 dias em câmara climatizada a temperatura de 23ºC e fotoperíodo de 12h. Os dados foram submetidos a análise de regressão polinomial.

Quanto menor a dose de fungicida utilizada, menor a porcentagem de controle da doença. As porcentagens de controle obtidas para as doses comerciais das misturas T+P e A+B foram de 96,6 e 97,7% no ano de 2016.

Já, em 2017, a porcentagem média de controle do fungicida T+P manteve-se similar (93,6%), enquanto A+B teve seu controle reduzido (76,1%). A redução da dose recomendada dos fungicidas trifloxistrobina + protioconazol e azoxistrobina + benzovindiflupir implica em redução diretamente proporcional do controle da ferrugem asiática da soja.

Houve redução na eficácia de controle do fungicida composto por azoxistrobina + benzovindiflupir.

Palavras-chave: Azoxistrobina + benzovindiflupir; Carboxamidas; Trifloxistrobina + protioconazol.

Informações do autores:     

1Depto. de Fitopatologia/UPF, Passo Fundo, RS.

2Depto. De Tecnologia de Aplicação de Defensivos Agrícolas/ UPF, Passo Fundo, RS.

Disponível em: Anais do  50º Congresso Brasileiro de Fitopatologia, Uberlândia – MG, Brasil.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA