A semana acabou pessoal, e nossa equipe reuniu o que foi destaque na semana que passou para você não perder nada.

Veja os cincos principais destaques da semana Mais Soja.


Índice de área foliar de soja necessário para produzir 100 sacas por hectare

Com as mudanças nas características genéticas das cultivares e com o aumento do potencial de produtividade para aproximadamente 6 Mg ha-1, surge a necessidade de retomar estudos básicos para entender qual é o IAF necessário para atingir altas produtividades.

Confira o trabalho completo clicando aqui.


Adubação a lanço

As adubações devem ser embasadas em quatro perguntas básicas, que são: Quanto adubar? Quando adubar? Qual fonte utilizar? Onde adubar? Não basta utilizar grandes quantidades de adubo se não houver equilíbrio entre nutrientes no solo e a acidez for alta, por exemplo (Comigo).

Confira a notícia na íntegra clicando aqui.


Soja convencional versus transgênica: custo de produção e estimativas de receitas para o estado do Mato Grosso

Este trabalho tem por objetivo fazer uma análise do custo de produção e estimativas de receita das áreas de cultivo de soja convencional e transgênica, nas principais regiões produtoras do Estado de Mato Grosso.

Confira o trabalho na íntegra clicando aqui.


Pesquisa desenvolve fertilizante orgânico a partir da biomassa de plantas

Produzido a partir da biomassa aérea (parte da planta que fica para fora da terra) de espécies leguminosas, o N-verde é um fertilizante orgânico vegetal rico em nitrogênio (N) e de fácil aplicação (Embrapa).

Confira a pesquisa na íntegra clicando aqui.


Consulta pública ouve produtores sobre vazio sanitário da soja

Os produtores rurais do Paraná tem até o dia 02 de novembro deste ano para participar da Consulta Pública aberta pela Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) sobre a portaria nº 264, de 17 de setembro de 2018, que trata do vazio sanitário da soja (FAEP).

Confira a notícia na íntegra clicando aqui.



Gostou das nossas sugestões? Comente e sugira melhorias para o Mais Soja ficar cada vez melhor. Envie suas contribuições para contato@maissoja.com.br.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.