Entidades do Sul propõem criação do ABC Ambiental

377

Programa com taxa de juros mais acessível seria incluído no PAP 2017/18, para facilitar a adequação dos produtores à legislação ambiental 

O Programa Agricultura de Baixo Carbono (ABC), lançado pelo governo federal na safra 2010/11 para incentivar a adoção de práticas agrícolas sustentáveis, pode ganhar um complemento a partir da temporada 2017/18. Cinco entidades do agronegócio da região Sul – FAEP, as federações de Santa Catarina (FAESC) e do Rio Grande do Sul (FARSUL), a Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento (Seab) e a Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar) – elaboraram uma proposta para a criação do programa ABC Ambiental, com taxas de juros mais acessíveis, para ser incluído pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) no Plano Agrícola e Pecuário (PAP) 2017/18. A medida irá favorecer e incentivar produtores a adequarem suas propriedades à legislação ambiental vigente.

>Além de abrir uma nova linha de crédito para viabilizar a adoção das práticas conservacionistas, o ABC Ambiental também permitiria a retomada do Programa ABC, que não passou ileso à crise econômica dos últimos anos. De acordo com dados do Banco do Brasil, principal agente financeiro do agronegócio nacional, a contratação de operações via ABC despencou no Estado na última temporada agrícola. Na safra 2015/16, foram 159 contratos realizados, no valor de R$ 25,5 milhões, contra 854 contratos, no montante total de R$ 138,7 milhões, na temporada 2014/15.

“O ABC Ambiental permitiria alavancar o Programa ABC e também reforçaria as questões ambientais a partir de um incentivo de crédito diferenciado. Com o dinheiro mais barato, acreditamos que os produtores irão avançar em diversos pontos de conservação de solo e água, entre outras coisas ligadas ao meio ambiente”, explica Carla Beck, engenheira agrônoma do Departamento Técnico e Econômico (DTE) da FAEP.

Veja como o ABC Ambiental, caso adotado pelo Mapa, poderá ser utilizado pelos produtores aqui.

Fonte: Sistema FAEP

Texto originalmente publicado em:
Sistema FAEP
Autor: Sistema FAEP

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.