Expectativa de grandes aumentos na área e produção de soja no MT para os próximos anos

204

Na terceira estimativa da safra 15/16 de soja em MT os números vieram menores. Isso porque, mesmo a área tendo se mantido estável em 9,2 milhões de hectares, apresentando apenas leves ajustes entre as regiões, a produtividade recuou para 50,8 sc/ha, pautada nas instabilidades climáticas já registradas, e por isso a nova produção aguardada é de 28,03 milhões de toneladas. O clima durante o desenvolvimento da nova safra, sobretudo em janeiro e fevereiro, será decisivo para a consolidação dos dados, de forma que continuidades de baixo volume de chuvas podem trazer reflexos ainda maiores. De qualquer modo, mesmo o Estado semeando a maior área de soja da sua história, percebe-se que o movimento de safra recorde ocorrido desde a safra 09/10 não está sendo aguardado neste momento. Ainda assim, a expectativa para os próximos anos é de crescimento da soja em MT, atingindo em 2025 área e produção 50% (13,81 milhões de hectares) e 65% (46,20 milhões de toneladas), respectivamente, maiores ao que está sendo projetado para o próximo ano.

  • A cotação da soja em grão no mercado interno acompanhou o movimento da taxa de câmbio e do mercado internacional, desvalorizando 1,87% na semana passada.
  • A cotação do contrato para jan/16 na CBOT registrou um recuo de 1,75% na última semana. Movimentos dos fundos de investimentos e vendas de soja pelos produtores norte-americanos pressionaram o mercado.
  • Apesar da forte alta de sexta-feira, a taxa de câmbio recuou 0,67 % na última semana, fechando a R$ 3,82/US$. O atual cenário político no Brasil vem gerando volatilidade ao dólar.
  • A paridade de exportação para mar/16 apresentou forte queda de 3,77% na semana passada. O recuo do dólar e do contrato de referência na CBOT foi o principal fundamento da baixa.

A quarta estimativa do Imea de oferta e demanda da soja em grão mato-grossense veio com uma nova expectativa para a safra 15/16. Isso porque, com o recuo na projeção da produção, a oferta estadual pode recuar 0,5% ante a safra 14/15, pesando sobre a demanda, que pode retrair 0,6%. A projeção de queda no consumo interestadual deve ser a única variável da demanda que recuará no próximo ano, pois, pautados no dólar elevado, a exportação e o esmagamento devem ter sua demanda aquecida em 2016. Neste momento, a nova estimativa do Imea descola-se das ofertas e demandas brasileira e mundial, que projetam alta da oferta e da demanda. Cabe salientar que no atual relatório de oferta e demanda do Imea foram considerados os impactos da baixa pluviosidade acumulada em MT sobre a produção de soja. Caso esse cenário de recuo produtivo de soja se estenda para outros estados, a safra 15/16 brasileira pode apresentar uma nova “cara”, refletindo também sobre a produção mundial.

QUADRO_DE_OFERTA_DEMANDA_SOJA_MT

O Boletim semanal completo da cultura da soja, divulgado pelo Imea, pode ser encontrado aqui.

FONTE: Imea

модели мужских кроссовокindependentbest binary trading websiteсайты для копирайтеровrentals miami

Texto originalmente publicado em:
Imea
Autor:

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA