Imea divulga a situação da cultura da soja para o Mato Grosso

150

2016 iniciou com nova estimativa de safra de soja em Mato Grosso. O quarto levantamento da safra 15/16 manteve a mesma área, de 9,2 milhões de hectares. Enquanto isso, constatou-se um leve recuo de 0,4 sc/ha na produtividade ante relatório anterior, registrando nova média estadual de 50,4 sc/ha. Com tal redução, a nova produção passa a ser de 27,82 milhões de toneladas, cerca de 268 mil toneladas menor que a safra passada.

No novo levantamento constatou-se que, apesar das melhores condições nas lavouras atualmente, a produtividade apresentou leve redução em virtude do impacto negativo causado pelas chuvas reduzidas até início de dezembro. Algumas regiões, como a oeste, sudeste e centro-sul apresentam, atualmente, sentimento mais favorável com relação a produtividade de suas lavouras, com situação mais delicada sendo constatada nas demais regiões. Percebe-se que o aumento das chuvas deve trazer novas perspectivas, mesmo assim, a nova safra deve apresentar situações a campo bem divergentes dentro do mesmo município.

Confira os pontos em destaque, segundo o Imea:

  • A cotação da soja em Mato Grosso iniciou o ano com valorização pautada na nova escalada do dólar. A média de R$ 65,75/sc registrada na última semana encontra-se bem acima do ocorrido no início de 2015.
  • A cotação da soja na CBOT iniciou o ano com estabilidade. O contrato para mar/16 apresentou leve recuo semanal de 0,44%, registrando média semanal de US$ 8,62/bushel.
  • A relação frete/soja iniciou o ano aumentando para 29,17%. A alta do frete é o principal fator e, por isso, o produtor que fechou contrato no início do ano sentiu mais no bolso o peso do frete.

Confira as condições das lavouras, segundo o Imea: clique na imagem para ampliar.

Situação_soja_MT_12.01.16

O novo ano começou e com ele veio um novo cenário em torno das lavouras de soja. O aumento no volume de chuvas no início do ano aliviou a situação de algumas lavouras em situações ruins e péssimas em pratica-mente todo o Estado. Na primeira semana de janeiro, as condições das lavouras de soja, com potencial produtivo abaixo de 50 sc/ha, apontaram um recuo de 13 p.p. em relação ao levantamento de dezembro, com este recuo ocorrendo em virtude do aumento das lavouras em situação regular na média de Mato Grosso. As regiões nordeste e médio-norte, que apresentavam grande parte das lavouras em situações ruins e péssimas, tiveram suas condições melhoradas, mas, mesmo assim, continuam sendo as regiões com maior índice de lavouras nestas situações. Até o fim da colheita, o Imea irá acompanhar as condições das lavouras de soja, verificando se as chuvas ou outros fatores podem modificar o cenário da nova safra.

O boletim completo pode ser acessado aqui.

Fonte: Imea

black escorts singaporeсвятойсумка визажистаюрист горячая линияплан продвижения сайта

Texto originalmente publicado em:
Imea
Autor:

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA