Em Córdoba faltam ser colhidos mais de 1 M tem trigo, as chuvas dos ultimos dias deixaram um acumulado de 20 a 60 mm o que interrompeu os trabalhos de campo e a continuidade da instabilidade preocupa, pois nas nas próximas 48 horas chuvas são esperadas. Embora, as previsoes dizem que seriam quantidades moderadas.

O mesmo acontece no norte de Santa Fé, que compartilha as altas probabilidades de mau tempo prolongado. Existem 100 mil hectares de trigo pendentes de colheita. Se as chuvas se desenvolverem e atingirem novamente o centro da província, as perdas devidas a brotos podem crescer exponencialmente. As áreas de trigo que já foram afetadas pela tempestade são as mais vulneráveis.

Outra grande área ameaçada pela continuidade de chuvas e tempestades generalizadas é o norte da Argentina. Santiago del Estero, Chaco, Formosa, Salta e Jujuy têm recebido chuvas muito intensas desde meados de outubro . Há 4 dias, na cidade de Las Breñas, no Chaco, foram registrados 120 mm .

No Chaco e em Santiago de Estero ainda estão pendentes a coleta de quase 50 mil hectares de trigo. A incerteza é muito alta porque o norte do país pode ser a área onde este novo bloqueio úmido é mais expresso, podendo estender-se até o próximo sábado.



Fonte: Adaptado de Bolsa do comércio de Rosário

TraduçãoEquipe Mais Soja

Texto originalmente publicado em:
Bolsa do comércio de Rosário
Autor: BCR

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.