Intervalos de aplicação de fungicidas e o controle de ferrugem da soja

5226

A emissão de novos trifólios em soja ocorre, em média, a cada cinco dias. O momento da primeira aplicação de fungicida em parte aérea é ponto chave para o sucesso no manejo de doenças, visto que o tratamento de sementes confere proteção às plantas por cerca de 15 dias. Quando as aplicações de fungicidas são realizadas de forma preventiva, ainda no estádio vegetativo, fase em que as folhas do terço médio da planta, grandes responsáveis pelo enchimento de grãos, estão sendo formadas, a absorção de fungicidas ocorre de forma mais efetiva, em função do metabolismo da planta neste período.  Além disto, há melhor cobertura e deposição de gotas, o que garante maior concentração de fungicida sobre as folhas e melhores resultados nas aplicações subsequentes. Com as aplicações preventivas há redução no inóculo inicial de doenças e atraso no início e progresso das epidemias. À medida que se atrasa a entrada na lavoura, o único efeito ocorre sobre o progresso da doença. Outro ponto importante a ser destacado é que após o fechamento das linhas a penetração de fungicida no dossel é menor em função da maior área foliar, o que dificulta a chegada dos produtos até o baixeiro, local em que as doenças se iniciam.

O número de aplicações necessárias em uma lavoura irá depender de diversos fatores, tais como: época de semeadura, cultivar (ciclo e reação às doenças), condições climáticas, etc. O intervalo de aplicações deve levar em consideração às recomendações dos fabricantes, a qualidade das aplicações, as condições climáticas (excesso ou falta de chuvas, T°, UR), pressão de doenças, arquitetura e estádio das plantas. É importante o monitoramento da lavoura, a fim de identificar possíveis falhas de cobertura e novos focos de doenças, Quanto menor for a quantidade de produto absorvido (em função dos fatores citados anteriormente), menor será o residual do fungicida e mais próximos devem ser os intervalos.

Não há receita de bolo para o número de dias entre uma aplicação e outra. Porém, pensando na fisiologia da planta e na capacidade de emissão de novos trifólios, há maior segurança no manejo quando os intervalos ficam em torno de 15 dias. Um trabalho realizado na CCGL TECNOLOGIA, em Cruz Alta, RS, na safra 2016/17, comparou dois intervalos de aplicação de fungicida em um programa de controle com quatro aplicações, iniciadas no estádio V8 da soja, na cultivar NS 5909IPRO, semeadura de 14/11/16. Mesmo tendo sido uma safra com evolução lenta da ferrugem, em função das temperaturas mais baixas observadas, houve diferença significativa no rendimento de grãos (4 sacos/ha) entre o programa com 15 e o de 20 dias de intervalo. O maior rendimento observado no programa com 15 dias de intervalo entre as aplicações foi reflexo do melhor controle de ferrugem (12 % superior ao programa com 20 dias de intervalo) (Figura 1).

Figura 1. Intervalos de aplicação de fungicidas, rendimento de grãos (sc/ha) e percentagem de controle de ferrugem asiática (% CF). Cruz Alta, CCGL TEC, 2018.

Por segurança, mesmo em condições de menor precipitação, é importante que os intervalos entre aplicações não sejam muito estendidos. O molhamento de 6h, que pode ser suprido somente pelo orvalho, é suficiente para a infecção de ferrugem. A menor disponibilidade de água afeta mais a duração do período de latência (período entre a penetração do fungo e formação de esporos) do que a infecção em si. À medida que as chuvas se normalizam, as infecções latentes tendem a evoluir rapidamente, o que dificulta o manejo da doença de forma satisfatória em folhas desprotegidas. Intervalos muito grandes prejudicam o desempenho dos fungicidas e permitem que novas camadas de folhas sejam formadas sem proteção, abrindo espaço para o desenvolvimento de doenças e perdas de rendimento, mesmo com quatro aplicações de fungicidas.

Autor(a):  Caroline Wesp Guterres atua como pesquisadora na área de Manejo de Doenças na Cooperativa Central Gaúcha (CCGL TECNOLOGIA), em Cruz Alta, RS. Contato: caroline.wesp@ccgl.com.br

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.