Inundações abrangem lavouras do Cone-Sul

247

O Cone Sul vem tendo regiões agrícolas atingidas por chuvas torrenciais, numa zona que abrange o Sul do Brasil, Uruguai, Argentina e Paraguai. Além de centenas de milhares de desabrigados, a ocorrência de chuvas extras, atribuída ao El Niño, causa perdas na produção de soja e milho em regiões que acabaram de plantar a maior área da safra de verão na história.

Na Argentina, o principal núcleo de produção de grãos, em volta de Rosário, registra excesso de precipitações. O problema tem sido recorrente desde o início da semeadura, que neste momento entra nos nos 15% finais.

A região agrícola do Cone Sul mais afetada por chuvas nesta última semana de 2015 abrange uma zona gigantesca mais ao norte de Rosário, que envolve o Sul do Paraguai, o Nordeste da Argentina e o Oeste do Rio Grande do Sul. Essa região tende a receber lâmina de 150 milímetros de água (15 centímetros).

“Tormentas severas, ventos, granizo e aguaceiros torrenciais” são esperados para essa zona, alerta o serviço de informação da Bolsa de Cereales, com sede em Buenos Aires. Outros seis foco de chuvas que podem chegar a 150 milímetros estão previstos para o interior da Argentina, em regiões menores.

Na próxima semana, será a vez do Sul do Rio Grande do Sul, do Centro-Sul do Paraná e da maior parte do Uruguai receberem entre 100 e 150 milímetros de chuvas, conforme as previsões meteorológicas. O Paraguai chegou a registrar falta de água no início do plantio e agora tem parte do sul agrícola em situação inversa. Na região de Assunção há mais de 100 mil desabrigados.

O quadro ocorre num momento em que a metade norte do Brasil ainda reclama de falta de chuva para a soja, que teve boa parcela plantada tardiamente devido justamente ao atraso da estação chuvosa.

O alento vem dos institutos de meteorologia internacionais, que apontam que o El Niño pode ter ultrapassado seu ápice e que as águas do Oceano Pacífico tende a entrar numa linha de queda de temperatura. Após o El Niño, as chances são grandes de ocorrência de La Niña, com as águas do Pacífico em temperatura abaixo da média e consequências diversas para a agricultura das Américas.

Fonte: Gazeta do Povo

covered car transporter trailer for saleкурс валют в мариуполереклама на транспорте краснодарзагранпаспорт украина цена 2015banc de binary option suspended

Texto originalmente publicado em:
Gazeta do Povo
Autor:

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA