Mercado de veículos aéreos não tripulados é tendência no setor agricultura

36
Foto: Divulgação/Eleva

O Brasil conta hoje com aproximadamente 65 milhões de hectares de utilização agrícola, isto considerando apenas as principais culturas, sendo que algumas delas recebem diversas pulverizações por ciclos de lavouras.

A Eleva é uma empresa de desenvolvimento, fabricação e comercialização de VANTs (veículos aéreos não tripulados). Esses veículos são comumente referenciados como drones, porém, são para uso comercial, industrial ou agrícola. A Eleva é uma marca nova no mercado. Os idealizadores Celso Faria de Souza, Luciano Ribeiro de Castro e Norberto Maraschin Filho são engenheiros formados em diversas disciplinas da área aeronáutica pelo ITA.

Pela experiência dos idealizadores, atuantes no mercado de aviação e de engenharia aeronáutica por quase duas décadas, observou-se que um VANT pulverizador poderia ser uma ótima solução para as dificuldades que as atuais tecnologias de pulverização têm na execução de sua missão.

Além disso, o Brasil tem como um dos carros-chefes o agronegócio, grande motor da economia nacional. Então, a Eleva foi considerada com adequado Market Fit em um mercado gigantesco, como o agrícola, que reúne condições para desenvolvimento e exploração comercial de um projeto de grande potencial.

A empresa tem a Positivo Tecnologia como investidora e o primeiro produto lançado é o Eleva Spray 150, um VANT focado na pulverização agrícola, movido à combustão, que chega ao mercado em 2019. No roadmap tecnológico da empresa estão previstos VANTs para outras aplicações, como segurança pública e inspeção de linhas de transmissão de energia, por exemplo.


Leia também:  Eleva anuncia superdrone a combustão com foco na agricultura de precisão

________________________________________________________________________

Hoje, o projeto do Eleva Spray 150 (ES-150) é desenvolvido por 17 profissionais, sendo três PhDs. A estrutura societária da Eleva é composta por 60% divididos entre os três idealizadores e os outros 40% pertencentes à Positivo Tecnologia, empresa brasileira com quase três décadas de atuação, que produz smartphones, computadores e tablets das marcas Positivo, Quantum e VAIO. Além destas, também é detentora da Hi Technologies, de soluções de telemedicina, e da Boreo Indústria de Componentes.

A tecnologia de VANTs é uma tendência, com crescimentos expressivos em quaisquer áreas de aplicação. Há estudos de renomadas consultorias que apontam que o mercado de VANTs alcançará cifras bilionárias nos próximos anos.

O principal diferencial é que o VANT da Eleva pode ser utilizado à noite, quando algumas condições estão mais favoráveis à pulverização (maior umidade, menor temperatura, menos vento, a plantas absorvem mais fácil os defensivos sistêmicos, etc.).

Além disso, há diversas pragas com comportamento noturno, tornando a pulverização à noite mais efetiva. Adicionalmente, operando no Baixo Volume (BV) ou Ultra Baixo Volume (UBV) e com o efeito downwash (que impulsiona para baixo os defensivos), há possibilidade de economia de insumos, gerando ganhos para o agricultor.

O mix de profissionais da Eleva, sua atuação em vanguarda tecnológica e seu foco em melhoria continuada e na satisfação do cliente a qualificam para ser reconhecida nos mercados em que atua como uma empresa confiável e que entrega soluções de grande valor para seus parceiros e clientes.

Redação: Bruna Eduarda Meinen Feil, Assessora de Comunicação Equipe Mais Soja, com informações da Assessoria de Comunicação da Eleva.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA