Produtividade de milho em resposta a fertilizante fosfatado de eficiência aumentada

Os objetivos deste trabalho foram avaliar altura de plantas, teor foliar de P e produtividade de milho em resposta a doses e fontes de P.

Autores :  Orivaldo ARF(1); Roberto dos A. REIS JR(2)

Trabalho publicado nos Anais do evento e divulgado com a autorização dos autores.

Introdução

A adubação fosfatada é vital para a obtenção de altas produtividades em virtude dos baixos teores de fósforo (P) disponível em solos de clima tropical, apresentando baixa eficiência agronômica, resultado de adsorção e fixação de P no solo. Logo, estratégias para aumentar sua eficiência devem ser estudadas.

O uso de fertilizante fosfatado revestido com aditivos com afinidade por Fe e Al (Policote Phós) é uma das ferramentas disponíveis para aumentar a eficiência da adubação fosfatada. Os objetivos deste trabalho foram avaliar altura de plantas, teor foliar de P e produtividade de milho em resposta a doses e fontes de P.

Material e Métodos

O experimento, conduzido a campo na UNESP – Ilha Solteira, utilizou solo com as características (0 a 20 cm de prof.): argila = 620 g.kg-1; silte = 78 g.kg-1; areia = 302 g.kg-1; pH = 5,0; P-Resina = 14 mg.dm-3; K = 0,8 mmolc.dm-3; Al = 1,0 mmolc.dm-3; Ca = 14 mmolc.dm-3; Mg = 14 mmolc.dm-3; H+Al = 31 mmolc.dm-3; V = 48%; M.O. =19 g.dm-3.

O experimento, delineado em blocos ao acaso, com quatro repetições, foi formado pelo fatorial 2×5, sendo duas fontes (MAP: 11-52-00 e MAP revestido com Policote Phós: 10-49-00) e cinco doses de P (0, 40, 80, 120 e 160 kg P2O5.ha-1). A parcela experimental foi formada por sete linhas, com espaçamento de 0,45 m e com seis metros de comprimento. Foi considerada como área útil, as três fileiras centrais, descartando-se 0,50 metro das extremidades. Os tratamentos, juntamente com 30 kg N (considerando a contribuição de N dos tratamentos) + 70 kg K2O/ha, utilizando ureia e KCl, respectivamente, como fontes, foram aplicados no sulco de semeadura, seguido pela semeadura do híbrido 2B710Pw (06/11/2013).

Foi realizada adubação de cobertura com sulfato de amônio (50 kg  N/ha) e sulfato de zinco (2 kg/ha de Zn) quando as plantas estavam com 4-5 folhas expandidas e ureia (50 kg N/ha) quando as plantas estiverem cm 7-8 folhas expandidas e na sequência a área foi irrigada (lâmina de 15 mm). Aos 45 dias após a emergência das plantas foi avaliada a altura de plantas (AP).

No pendoamento foi realizada amostragem foliar (folha oposta e abaixo à 1a espiga, sem a nervura central) para determinação do teor de fósforo. Na colheita foi avaliada produtividade. Os dados foram submetidos à análise de variância e regressão. Foi calculado o Índice de Eficiência Agronômica do P (IEAP).

Continua após a publicidade…


Quer + conhecimento no carnaval? Aproveite nossos descontos e matricule-se em um dos nossos cursos. SOMENTE no carnaval, cursos de R$ 79,90 por R$ 50,00. Você cursa no seu tempo livre e ainda ganha um certificado. Clique aqui e confira.

A agricultura não para, e seu aprendizado?


 

Resultados e Discussão

A AP respondeu às doses de P [y (m) = 1,91+1,13.10-3 x; r2 = 0,96] mas não foi influenciada pelas fontes de P. O teor foliar de fósforo não foi influenciado pelos tratamentos, apresentando valor médio de 3,41 g.kg-1. A produtividade de milho foi significativamente influenciada pelas fontes e doses de P.

Ao utilizar o MAP como fonte [y (kg.ha-1) = 8960 + 29x –1,17.10-1×2; r2 = 0,97], a produtividade de milho aumentou até o valor máximo de 10.757,0 kg/ha, com a dose de 123,9 kg P2O5/ha. Entretanto, ao utilizar o MAP revestido com Policote como fonte [y(kg.ha-1) = 9280 + 34,5x – 1,42.10-1×2; r2 = 0,75], a produtividade de milho aumentou até o valor máximo de 11.375,5 kg/ha, com a dose de 121,5 kg P2O5/ha. A adubação fosfatada reduziu o IEAP. Maiores IEAP foram observados ao utilizar o MAP revestido com Policote.

Conclusões

A altura de plantas aumentou com a adubação fosfatada, mas não variou entre as fontes de fósforo.

A adubação fosfatada não influenciou o teor foliar de fósforo.

O MAP revestido com Policote Phós proporcionou maior produtividade de grãos e maior IEAP em relação ao MAP.

O revestimento do adubo fosfatado com Policote Phós é mais uma ferramenta para aumentar a eficiência da adubação fosfatada.

Palavras-chave: adubação, fósforo, Policote Phós.

Informações dos autores:

(1)Professor; Unesp; Ilha Solteira, SP;

(2)Pesquisa; Wsct, Londrina, PR.

Disponível em: Anais do  XXXVI Congresso Brasileiro de Ciência do Solo,  Belém – PA, Brasil,2017.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.