Rede de monitoramento da BASF informa sobre as condições favoráveis para ocorrência da ferrugem em lavouras de soja do RS, PR e MT

997

As condições meteorológicas previstas para os próximos 7 dias indicam favorabilidade para o desenvolvimento da ferrugem asiática nas lavouras de soja em importantes regiões produtoras do Brasil. O levantamento é feito pelo serviço AgroDetecta, rede de monitoramento climático da BASF em parceria com a Fundação ABC. O serviço auxilia o produtor no planejamento do manejo fitossanitário e no monitoramento da safra.

O fungo Phakopsora pachyrhizi, causador da ferrugem asiática, é altamente dependente das condições meteorológicas. As variáveis mais relevantes nos processos de infecção e desenvolvimento do fungo em cultivos de soja são: presença do inóculo, duração do período de molhamento foliar, temperatura e umidade relativa do ar.

Paraná

Seguindo essas variáveis, o AgroDetecta indica favorabilidade para a evolução da ferrugem asiática em praticamente todas as regiões produtoras do Paraná, estado que apresenta até o momento o maior número de casos da doença. Em municípios do oeste e norte como Londrina, Maringá, Cafelândia e Cascavel, por exemplo, o período de molhamento foliar nas plantas de soja deve se estender por mais tempo, em função da umidade relativa do ar e temperaturas previstas para os próximos dias.

“Este fungo se adaptou muito bem às regiões produtoras de soja no Brasil. Com pouco mais de 6 horas de orvalho e amplitude térmica entre 15 e 28°C, este fungo já inicia o processo de infeção e colonização das folhas de soja”, destaca Helio Costa, gerente de Soja da BASF.

Imagem do AgroDetecta da BASF: Ferrugem Asiática da Soja

Rio Grande do Sul

Produtores das regiões noroeste e nordeste do Rio Grande do Sul também devem ficar atentos para as condições favoráveis para o desenvolvimento da doença.

Imagem do AgroDetecta da BASF: Ferrugem Asiática da Soja

Mato Grosso

Já no estado de Mato Grosso, maior produtor de soja do Brasil, as regiões sudeste, sudoeste e noroeste são as que apresentam maior probabilidade para a ocorrência da ferrugem.

Imagem do AgroDetecta da BASF: Ferrugem Asiática da Soja

Manejo efetivo

Na reta final da safra de soja o produtor rural não pode descuidar da sua lavoura. Com a previsão de chuva para os próximos dias, os desafios se tornam ainda maiores. Um erro no manejo pode gerar grandes perdas na lavoura.  “Essas condições meteorológicas previstas para os próximos dias tem exigido o monitoramento e controle mais criterioso do produtor. A recomendação é atentar para a teconoliga de aplicação, realizar o manejo preventivamente e utilizar fungicidas eficientes com diferentes mecanismos de ação, associados aos fungicidas multissítios para um melhor resultado”, afirma  Helio Costa, gerente de Marketing Soja da BASF.

Se você quiser saber mais informações e tirar dúvidas com especialistas acesse o Blog Agro BASF (http://www.blogagrobasf.com.br/). O novo canal da empresa traz conteúdos técnicos e didáticos em uma plataforma intuitiva, abordando temas como pragas, doenças, plantas daninhas e agrometeorologia em diferentes cultivos.  Os materiais produzidos são totalmente gratuitos e contam com a colaboração de 5 especialistas, além de diversos estudantes de pós-graduação da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” da USP.

Sobre a Divisão de Proteção de Cultivos da BASF

Com uma população em rápido crescimento, o mundo está cada vez mais dependente da nossa capacidade de desenvolver e manter uma agricultura sustentável e ambientes saudáveis. A divisão de Proteção de Cultivos da BASF trabalha com agricultores, profissionais agrícolas e especialistas em manejo de pragas para ajudar a tornar isso possível. Com a cooperação desses parceiros, a BASF é capaz de sustentar um robusto pipeline de P&D, um portfólio inovador de produtos e serviços e equipes de peritos no laboratório e em campo para apoiar nossos clientes no sucesso dos seus negócios. Em 2016, a divisão de Proteção de Cultivos da BASF gerou vendas de mais de € 5,6 bilhões. Para obter mais informações, visite-nos em www.agro.basf.com ou por meio de nossos canais de mídias sociais.

Sobre a BASF

Na BASF, nós transformamos a química para um futuro sustentável. Nós combinamos o sucesso econômico com a proteção ambiental e responsabilidade social. O Grupo BASF conta com aproximadamente 114 mil colaboradores que trabalham para contribuir com o sucesso de nossos clientes em quase todos os setores e países do mundo. Nosso portfólio é organizado em 5 segmentos: Químicos, Produtos de Performance, Materiais e Soluções Funcionais, Soluções para Agricultura e Petróleo e Gás. A BASF gerou vendas de mais de € 58 bilhões em 2016. As ações da BASF são comercializadas no mercado de ações de Frankfurt (BAS), Londres (BFA) e Zurich (AN).

Para mais informações, acesse: www.basf.com.br.

Fonte: Assessoria de imprensa BASF

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA