Representando o setor produtivo, Mauricio Saito participa da entrega do PL que reduz ICMS sobre o diesel

102

O presidente do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, Mauricio Saito, representou o setor produtivo em reunião realizada, nessa terça-feira (05), na Assembleia Legislativa para entrega do Projeto de Lei que reduz a alíquota de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre o óleo diesel de 17% para 12%.

O consumo de óleo diesel de Mato Grosso do Sul corresponde a 1,24 bilhão de litros, segundo dados da ANP – Associação Nacional do Petróleo. A redução de 17% para 12%, no preço do produto traz uma diminuição de R$ 0,25, notícia que, para o presidente do Sistema Famasul, motiva o aumento nos investimentos por parte do setor e traz melhorias em todos os aspectos. “O estado tem característica eminentemente do agro e, por isso, essa demanda tão particular. O óleo diesel é item essencial no desenvolvimento do setor, tanto na consolidação de áreas degradadas por exemplo, com a recuperação de pastagens; como na diversificação da atividade e até mesmo na geração de empregos”.

De acordo com Saito, a demanda garante um cenário favorável a médio prazo já que o combustível em questão corresponde a 50% dos custos das operações agrícolas, por exemplo. “A perspectiva é que nos próximos dez anos consigamos garantir a manutenção de crescimento na agropecuária, na produção de grãos, mas também no fortalecimento da indústria e alcançando toda a sociedade sul-mato-grossense”.

Para o Governador de MS, Reinaldo Azambuja, apesar dos impactos, os ajustes possibilitarão o andamento dos setores. “Em um momento delicado que tivemos, com a parada da circulação de mercadorias, muitos segmentos tiveram prejuízos que poderão levar tempo para serem restabelecidos”, explica.

A reunião foi conduzida pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Junior Mochi. A expectativa é que a proposta seja votada em regime de urgência. “Vamos procurar votar hoje este Projeto de Lei. Caso isso aconteça, a medida entra em vigor nessa data”, afirmou.

Também participaram da apresentação do projeto, o vice-presidente do Sistema Famasul, Nilton Pickler; o diretor-tesoureiro, Luis Alberto Moraes Novaes; o presidente do Sindicato Rural de Aquidauana, Frederico Stella; o vice-presidente do Sindicato Rural de Bonito, Marcelo Bertoni; o diretor do Sindicato Rural de Bandeirantes, Janes Bernardino e o presidente do Movimento Nacional dos Produtores, Rafael Gratão.

Deputados estaduais, o secretário de estado, Eduardo Riedel e o secretário da Semagro, Jaime Verruck, também marcaram presença na reunião.

Comitê de Crise

Durante a paralisação dos caminhoneiros, representantes de diferentes setores organizaram um Comitê de Crise, que tem com o objetivo levantar soluções para reduzir os impactos. A demanda foi feita pela Federação e acatada pelo Governo de MS, que foi sensível ao pedido de redução do ICMS

Fonte: Sistema Famasul

Texto originalmente publicado em:
Sistema Famato
Autor: Sistema Famasul

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.