Soja: Câmbio e demanda firme compensam menores preços externos

218

As perspectivas para o setor de soja brasileiro se confirmaram durante o ano de 2015, com recordes de produção e de exportação. A oferta mundial também foi recorde e pressionou as cotações externas. No Brasil, porém, a desvalorização do Real impulsionou os valores domésticos. Na média anual, os preços estiveram maiores que os de 2014. O câmbio e a forte demanda foram importantes para que as cotações se sustentassem no Brasil, mas não sem oscilações ao longo do ano. Na maioria das regiões acompanhadas pelo Cepea, os preços de soja em grão subiram no primeiro trimestre de 2015, tiveram médias mensais mais estáveis no segundo trimestre e voltaram a reagir de forma expressiva no segundo semestre. Em termos nominais, o preço médio recebido pelo produtor na parcial de dez/15 está 17,7% maior que em dez/14. No mercado disponível, a valorização média é de 20%. Ao se considerar o preço médio anual, no mercado de balcão ficou 5,3% maior que a média de 2014, em termos nominais, e no mercado disponível, 6,2% superior. Por outro lado, o câmbio também foi sentido nos custos da safra 2014/15, ainda que a disparada do dólar tenha ocorrido já na reta final da temporada.

FONTE: Cepea

bneintegrator lctноутбуки i7Binary Options bonusbanc de binary israelпрофессиональные кисти для макияжа украина

Texto originalmente publicado em:
CEPEA
Autor:

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA