A colheita da nova safra de trigo avança no Brasil, mas a demanda pelo produto nacional está enfraquecida. Segundo colaboradores do Cepea, com o maior volume disponível (doméstico e também importado), alguns compradores se mostram abastecidos por três meses, em média.

Outros demandantes indicam ter programação para receber o grão no início de 2019. Assim, os compradores que estão ativos no mercado tentam diminuir os valores de aquisição.

Vendedores, por sua vez, se retraíram dos negócios, argumentando que os atuais patamares de preços não cobrem os custos variáveis da cultura. Nesse cenário, a liquidez segue baixa e os preços, em queda.

Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Texto originalmente publicado em:
Cepea
Autor: Cepea

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.