TRIGO: preço médio pago ao produtor aumenta porém segue abaixo do preço mínimo

241

O preço mínimo em vigência na região Sul, para o trigo Pão Tipo 1, é de R$34,98 por saca de 60 kg, significando R$583,00/t, com validade até julho de 2016. Esse valor é maior em 4,57% ao preço mínimo anterior de R$33,45, e este, maior em 4,99% ao de 2013/14, valorado em R$31,86, por saca de 60 kg.  O valor atual do preço mínimo de R$34,98 é maior em 2,85% ao preço recebido pelo produtor no Paraná no mês de setembro e em 16,32% ao do Rio Grande do Sul, de R$30,07.

As reduzidas safras: brasileira, argentina e mundial em 2012/13, deram origem a uma escalada de preços no Brasil, culminando com um valor unitário recorde próximo de R$819/t, enquanto o preço mínimo à época foi de R$531/t. Para fazer frente a essa situação de desabastecimento e evitar maiores preços da farinha de trigo e do pão francês, o Governo realizou leilões dos estoques públicos de trigo em mãos da Conab, que somavam à época, cerca de 1,0 milhão de toneladas. Complementarmente, isentou a Tarifa Externa Comum de 10%, a partir de abril de 2013, para importações de países fora do Mercosul. Após as intervenções os preços esfriam até meados de 2014, ficando abaixo do preço mínimo. Entretanto, as perspectivas de ocorrência do fenômeno El Niño em 2015, com possibilidade de excesso de chuvas na região Sul do Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai, tradicionais supridores do cereal para o Brasil e seca no hemisfério Norte, podendo afetar o plantio na Rússia, Ucrânia, Estados Unidos, entre outros, forneceram elementos para novos aumentos de preços, apesar do anúncio de uma supersafra mundial e de elevados estoques nos Estados Unidos.

Para melhor visualização, clique 2 x sobre a tabela abaixo:

trigo

O relatório completo, com maiores informações sobre o mercado interno, sobre a situação das lavouras nos principais estados e da comercialização, elaborado por Paulo Magno Rabelo,  pode ser acessado no site da Conab.

биолслужба по контракту харькововукладка ламината на кухнеоформить собственность на квартирупродвижение сайтов саратов

Texto originalmente publicado em:
CONAB
Autor: Paulo Magno Rabelo

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA