O acordo de cooperação técnico-financeira entre a Embrapa e três empresas de sementes da região do Tocantins, no valor de R$ 1,2 milhão, com duração de cinco anos, foi assinado durante o seminário ‘Arroz no Tocantins’. O evento foi realizado no dia 5 de fevereiro, no auditório da Embrapa Pesca e Aquicultura, situada em Palmas (TO).

A cooperação técnico-financeira envolve o Núcleo Avançado da Embrapa Arroz e Feijão, localizado no Tocantins e as empresas Uniggel Sementes, Sementes Simão e Sementes Brazeiro, sendo o aporte anual no valor de R$ 240 mil destinado a investimentos em programas de desenvolvimento de cultivares de arroz de alta produtividade, qualidade e resistência a doenças, não só para o Estado do Tocantins, mas de todas as regiões produtoras de arroz do país.

Para o Chefe-Geral da Embrapa Arroz e Feijão, Alcido Wander, “esta parceria representa um marco importante para o desenvolvimento e disponibilização de novas cultivares para o mercado do Tocantins e em outros estados”.

Em Tocantins, a Embrapa atua em parceria com os produtores, extensionistas e instituições públicas e privadas visando o fortalecimento do agronegócio e o desenvolvimento produtivo da cadeia do arroz na região.



Entre os parceiros se destacam, por exemplo, a Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) nas pesquisas realizadas em estações experimentais de Formoso do Araguaia, no Sudoeste tocantinense, e na capital Palmas, região Central do estado. Outra parceria importante é a Basf, no desenvolvimento de cultivares com tecnologia Clearfield, uma ferramenta importante para o manejo de plantas daninhas e a racionalização do uso de água.

Com a Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro) organização que coordena o Programa de Fortalecimento da Cadeia Produtiva do Arroz no Estado do Tocantins (Proato) a parceria busca o desenvolvimento dessa cultura por meio de ações conjuntas que envolvem instituições públicas e privadas.

Junto com a Proato as parcerias se estendem, também, com o Instituto de Desenvolvimento Rural do Estado do Tocantins (Ruraltins); a Agência de Defesa Agropecuária(Adapec); Associação dos Produtores e Comerciantes de Sementes e Mudas da Lagoa da Confusão e Várzeas do Tocantins (Aprosel); Fundação de Amparo às Pesquisas do Tocantins (FAPT); o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa); o Sindicato dos Beneficiários de Arroz no Tocantins (Sindiato) e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Fonte: Embrapa Arroz e Feijão

Texto originalmente publicado em:
Embrapa Arroz e Feijão 
Autor: Hélio Magalhães - Embrapa Arroz e Feijão

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.