Adubação nitrogenada na cultura do milho LG 6304 PRO

0
812

Avaliar diferentes doses de nitrogênio na produção de um híbrido altamente produtivo recomendado para a região de estudo.

Autores : Gabriel Camargo de JEZUS(1); Suane Rodrigues MARTINS(2); Dayane Machado Costa ALVES(2); Heliomar Baleeiro de MELO JÚNIOR(3); Vanessa Cristina CARON(3); Reinaldo Silva de OLIVEIRA(3)

Trabalho publicado nos Anais do evento e divulgado com a autorização dos autores.

Introdução

O milho (Zea mays) é de grande importância econômica devido as diferentes formas de sua utilização, que vai desde a alimentação humana e animal até a indústria. O nitrogênio é de grande importância e é requerido em grandes quantidades pela cultura. A intensificação da agricultura, com lançamentos de novos genótipos faz com que aumente a exigência nutricional desses cultivares de alta produtividade. Com isso, o manejo da adubação nitrogenada se torna mais complexo, precisando de aprimoramentos para aumentar a sua eficiência de uso.

Objetivo

Avaliar diferentes doses de nitrogênio na produção de um híbrido altamente produtivo recomendado para a região de estudo.

Material e Métodos

O experimento foi conduzido no município de Uberlândia, MG em blocos casualizados (DBC) com quatro repetições, os tratamentos consistiram em 5 doses de N (60; 100;140; 180 e 220 kg ha-1). As doses de N foram baseadas na recomendação que seria padrão de acordo com a Comissão de Fertilidade de Solos no Estado de Minas Gerais – CFSEMG (1999), e na definição das doses a serem avaliadas no experimento foram consideradas duas doses abaixo e duas doses acima da recomendada.

A parcela experimental foi composta por 4 linhas de 6 metros de comprimento espaçadas de 0,9 metros. As avaliações foram: características agronômicas (altura de planta, inserção de espiga e diâmetro de colmo), número de fileiras de espiga, número de grãos por fileira e produtividade final. Para a realização das avaliações, foram desprezadas as linhas das extremidades e 0,5 metros das linhas centrais. Os dados foram submetidos à análise de variância com nível de significância de 0,05.

Resultados e Discussão

A análise de variância evidenciou que as características avaliadas não foram afetadas pela aplicação de doses crescentes de nitrogênio e resultados semelhantes foram obtidos por Valderrama et al. (2011) com a utilização do híbrido DKB 390, e estes sugeriram que a limitação hídrica proporcionada por um veranico severo tenha sido um dos fatores responsáveis.

Conclusões

A aplicação de doses crescentes de nitrogênio para o hibrido LG 6304 PRO no período avaliado não influenciou as características agronômicas da cultura e nem parâmetros relacionados à produtividade.

Palavras-chave: Doses de nitrogênio, exigência nutricional, produtividade.

Informações dos autores:

(1)Estudante de Graduação; Instituto Federal do Triângulo Mineiro/IFTM; Uberlândia, MG;

(2)Engenheiras Agrônomas; Graduadas pelo Instituto Federal do Triângulo Mineiro/IFTM, Uberlândia, MG;

(3)Professores do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico pelo Instituto Federal do Triângulo Mineiro; IFTM, Uberlândia, MG.

 Disponível em: Anais do  XXXVI Congresso Brasileiro de Ciência do Solo,  Belém – PA, Brasil,2017.

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.