Espera-se que a produção seja 37% superior a registrada no ano passado. 

Os altos níveis de rendimento do milho retornam: as 5 principais províncias produtoras da Argentina, em média, superariam as marcas de 2017/18 em 40%.

Com uma produção nacional de 7800 kg/ha, quase 500 kg/ha acima da média dos últimos 5 anos, a primeira estimativa feita sobre a condição da safra de milho mostra uma produção de 44 milhões de toneladas.

Com 3,5% a mais de área este ano, agora com um total de 6,66 M ha e 5,58 destinadas para colheita comercial, e um ambiente de alta produtividade se instalando, haveria 37% a mais de produção de milho. Desta forma, a nova campanha excede em muito os 43 M Tn projetados em relatórios anteriores.

No entanto, as próximas 3 semanas são muito importantes. Juntamente com as condições ambientais dos próximos meses para as semeaduras tardias, eles podem determinar ajustes nos números de rendimento e produção.

Santa Fé sobe para o 1º lugar no pódio dos rendimentos de milho

Com 9600 kg/ha, Santa Fé lidera os níveis de produção, seguido por Córdoba com 8620 kg/ha, que cresce em relação à marca do ano anterior em 43%.



Na soja, a chuva corta 100 mil hectares para plantio

As chuvas recentes complicam novamente a possibilidade de semeadura e o replantio. Após a recente estação chuvosa, o norte de Santa Fé, Sudoeste de Chaco, e também ao sul de Santa Fé, Entre Ríos e o centro de Buenos Aires já renunciam às plantações.

Em face da pressão pluviométrica contínua, 2 milhões de hectares da oleaginosa estão em condições regulares a ruins. A superfície comprometida pelo excesso de água é estimada entre 500 a 700 mil ha, cerca de 200 mil ha superior a uma semana e são deduzidos 100 mil ha da intenção de plantio nacional. Desta forma, a área de intenção da oleaginosa é atualizada em 17,8 Milhões de hectares,restando a semear 8% da área.

As chuvas continuam complicando a safra de trigo em Buenos Aires

Ainda há 40% da área de trigo em Buenos Aires para ser colhida. De qualquer forma, com o avanço do trabalho de colheita do trigo, os rendimentos estimados são consolidados, mantendo os resultados, com uma média nacional de 3070 kg/ha, embora as revisões continuem. Portanto, a produção de trigo 2018/2019 ainda é estimada em 18,7 Milhões de toneladas.

Fonte: BCR – Bolsa de Comércio de Rosário

Texto originalmente publicado em:
Bolsa de Comércio de Rosário - BCR
Autor: BCR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.