O ano de 2018 não foi nada favorável para a cadeia produtiva de arroz. Os preços médios do ano passado ficaram menores que os de 2017, devido à dificuldade de elevação no consumo e, consequentemente, de beneficiamento de casca.

No campo, dados do Cepea apontam que produtores até conseguiram arcar com os custos operacionais, mais ao se computar os custos totais, a receita não era suficiente para pagamentos de todos os valores econômicos envolvidos.



Desta forma, produtores consultados pelo Cepea reduziram novamente a área com arroz em todas as regiões brasileiras. Segundo dados da Conab, a área desta temporada deve ficar 6,9% inferior à do ano anterior, a 1,84 milhão de hectares.

Houve aumento no custo de produção para a temporada 2018/19, reflexo da desvalorização do Real frente ao dólar, que encareceu os insumos, e visto que parte da área foi preterida pela soja, com melhor rentabilidade.

Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Texto originalmente publicado em:
Cepea
Autor: CEPEA

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.