Com indústrias presentes no mercado de arroz em casca no Rio Grande do Sul e orizicultores vendendo lotes apenas com necessidade de “fazer caixa”, ou direcionando para a exportação, o preço médio do arroz subiu em julho, conforme indicam dados do Cepea.

De 29 de junho a 31 de julho, o Indicador ESALQ/SENAR-RS, 58% de grãos inteiros registrou elevação de 6,56%, fechando a R$ 43,36/sc de 50 kg no dia 31.


Confira nossa galeria de cursos TOTALMENTE ONLINE! Agregue conhecimento, faça já!


Apesar das queixas quanto à dificuldade de repasse das altas do casca ao fardo e do enfraquecimento no ritmo de vendas ao setores varejistas e atacadista dos grandes centros em julho, várias indústrias buscaram lotes de arroz depositado e arroz “livre” (depositado nas propriedades rurais) para repor seus estoques.

Para isso, beneficiadoras, tanto do RS como de SP, MG e GO, aumentaram suas ofertas para efetivarem negócios.

Texto originalmente publicado em:
CEPEA
Autor: CEPEA

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.