Baculovirus de lagartas desfolhadoras

0
513

O objetivo do presente trabalho foi determinar os locais de oviposição de H. armigera, selecionar a linhagem mais adequada de Trichogramma pretiosum 

Autor: Fernando Hercos Valicente

Trabalho disponível nos Anais do Evento e publicado com o consentimento dos autores.

RESUMO

A espécie Helicoverpa armigera Hübner, 1809 (Lepidoptera: Noctuidae) vem atacando diversas culturas de importância econômica. Com o uso intensivo de inseticidas sintéticos para controlar H. armigera, esta praga mostrou alta resistência em resposta a esses inseticidas.

Visando diminuir o uso indiscriminado de inseticidas, uma alternativa à utilização de inseticidas sintéticos para o controle de pragas é o uso de parasitoides do gênero Trichogramma.

Portanto, o objetivo do presente trabalho foi determinar os locais de oviposição de H. armigera, selecionar a linhagem mais adequada de Trichogramma pretiosum Riley, 1879 (Hymenoptera: Trichogrammatidae) para o controle de H. armigera na cultura de soja, determinação do número de parasitoides a ser liberado por ovo da praga para se atingir o máximo de parasitismo, e capacidade de parasitismo de T. pretiosum em ovos de H. armigera e de Chrysodeixis includens (Walker, 1857) (Lepidoptera: Noctuidae).

A preferência de oviposição de H. armigera em plantas de soja foi pela parte superior das plantas e em folhas, em todos os estádios fenológicos observados. Por meio da seleção de espécies/linhagens de Trichogramma e Trichogrammatoidea constatou-se que T. pretiosum, linhagem coletada em Rio Verde, GO (RV) e Sorriso, MT (SO) apresentaram melhor desempenho biológico.

Em condições de semi-campo, determinou-se que o maior parasitismo foi obtido com uma proporção de 3,2 parasitoides por ovo da praga.

Em um processo competitivo entre 2 espécies de lepidópteros em soja, T. pretiosum tem preferência por H. armigera em relação a C. includens.

Informações do autor:     

Embrapa Milho e Sorgo

Disponível em: Anais do  XV O Simpósio de Controle Biológico (SICONBIOL).  Ribeirão Preto -SP, Brasil, 2017.

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.