Visando a obtenção de altas produtividades de soja é cada vez mais comum a busca por distintas estratégias de manejo que possibilitem o incremento da produtividade de forma efetiva e a um baixo custo. Com isso em vista, é comum a utilização de fertilizantes foliares como uma forma de ajuste fino na adubação visando altas produtividades de soja.

Segundo Staut (2007), existem no mercado inúmeros produtos contendo macro e micronutrientes que podem ser utilizados para adubação foliar na cultura da soja, onde vários estudos e experimentos vem demonstrando grande variabilidade de respostas da cultura em relação a adubação foliar.

Embora quando aplicados nas folhas, sejam nutrientes considerados imóveis na planta, vários estudos vêm sendo realizados visando avaliar a influência da adubação foliar na cultura da soja utilizando Cálcio (Ca) e Boro (B).


Veja também: Mobilidade de nutrientes aplicados nas folhas


No trabalho intitulado “Aplicação foliar de Cálcio e Boro e componentes de rendimento e qualidade de sementes de soja”, Bevilaqua; Silva Filho; Possenti (2002), observaram que a adubação foliar com Ca e B proporcionou aumento do peso de grãos por planta de soja, sem impactar na qualidade das sementes. O fato destaca a possível contribuição desses nutrientes no aumento da produtividade da soja, entretanto, cabe destacar que esse incremento pode não ser observado em solos onde os teores dos respectivos nutrientes encontram-se em quantidades suficientes para atender a demanda da cultura.

Como fonte de Cálcio e Boro os autores utilizaram cloreto de cálcio (0,5% de Ca) e borato de sódio (0,25% de B), os quais foram aplicados em diferentes períodos, sendo eles, 10 dias antes da floração (botões florais fechados), floração plena (80% das flores abertas), 15 dias após a floração (vagens com 3 a 5mm) e 30 dias após a floração (vagens com 15mm), mais uma testemunha, sem tratamento (Bevilaqua; Silva Filho; Possenti., 2002).



Em um trabalho semelhante, Souza et al. (2008) avaliaram a produtividade de quatro cultivares de soja em função da aplicação de fertilizante mineral a base de Cálcio e Boro e observaram que a adubação foliar com esses nutrientes pode contribuir para a produtividade da soja, entretanto, a produtividade é variável em função da aplicação de Ca e B via foliar e pode apresentar relação com a cultivar e época de aplicação, dessa forma, cultivares podem responder de forma distinta a mesma condição de adubação via foliar (tabela 1).

Os autores utilizaram como fonte de B e Ca, um fertilizante mineral contendo 8% de Ca e 2% de B, sendo esse, aplicado em diferentes estádios do desenvolvimento da soja, R1 e R3. Para compor o estudo, Souza et al. (2008) avaliaram quatro cultivares de soja (BRS 245 RR, BRS MG 705S RR, BRS Favorita e Conquista e diferentes doses do fertilizante foliar, sendo elas (0; 0,5; 1,0; 1,5; 2,0 L.ha-1).

Os dados obtidos pelos autores destacam a variabilidade de resposta da soja a doses e períodos de adubação foliar, entretanto, para o presente estudo, maiores respostas produtivas foram observadas com a aplicação de Cálcio e Boro via foliar em R3, tendo a cultivar BRS MG 705S RR se destacado em comparação as demais.

Tabela 1. Efeito das doses de aplicação foliar de Ca e de B sobre a produtividade (kg ha-1) de quatro cultivares de soja.

Fonte: Souza et al. (2008).

Cabe destacar que embora seja possível observar a contribuição da aplicação desses nutrientes no rendimento da soja, a adubação foliar não substitui a adubação de base, havendo uma grande variabilidade quanto a reposta das cultivares.

Dessa forma, a adubação via foliar é melhor empregada como ajuste fino da fertilidade do sistema, da mesma forma, maiores efeitos da adubação desses nutrientes via foliar podem ser observados em solos com carência desses nutrientes, entretanto, deve-se retificar que a adubação foliar não deve ser utilizada com o propósito de substituir a adubação de base.

Referências:

BEVILAQUA, G. A. P., SILVA FILHO, P. M.; POSSENTI, J. C. APLICAÇÃO FOLIAR DE CÁLCIO E BORO E COMPONENTES DE RENDIMENTO E QUALIDADE DE SEMENTES DE SOJA. Ciência Rural, v. 32, n. 1, 2002. Disponível em: < https://www.scielo.br/pdf/cr/v32n1/a06v32n1.pdf >, acesso em: 22/02/2021.

SOUZA, L. C. D. et al. PRODUTIVIDADE DE QUATRO CULTIVARES DE SOJA EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO DE FERTILIZANTE MINERAL FOLIAR A BASE DE CÁLCIO E BORO. Revista de Biologia e Ciência da Terra, v.8, p. 37-44, 2008. Disponível em: < https://www.redalyc.org/pdf/500/50080205.pdf >, acesso em: 22/02/2021.

STAUT, L. A. ADUBAÇÃO FOLIAR COM NUTRIENTES NA CULTURA DA SOJA. Embrapa, 2007. Disponível em: < https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/141636/1/Adubacao-foliar.pdf >, acesso em: 22/02/2021.

Acompanhe nosso site, siga nossas mídias sociais (SiteFacebookInstagramLinkedinCanal no YouTube

 

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.