Eficiência de fungicidas multissítios no controle da ferrugem-asiática da soja, Phakopsora pachyrhizi, na safra 2019/2020: resultados sumarizados dos experimentos cooperativos

Com base no espectro de ação, os fungicidas podem ser classificados em sítio-específicos ou multissítios. Fungicidas sítio-específicos são ativos contra um único ponto da via metabólica de um patógeno ou uma única enzima ou proteína necessária para o fungo.

Confira os resultados completos aqui.


Cálcio e Boro em soja

Assim como a escolha da cultivar, época de semeadura e boa plantabilidade, a boa fertilidade do solo é essencial para a obtenção de boas produtividades da soja, promovendo adequado aporte nutricional para as plantas. De maneira geral, pode-se dividir os nutrientes em dois grandes grupos, os macronutriente e os micronutrientes. Ambos desempenham papel essencial no crescimento e desenvolvimento vegetal, sendo a quantidade requerida pela planta a principal diferença entre macro e micronutrientes (macronutrientes são requeridos em maiores quantidades).

Confira o texto completo aqui.


Inoculação em pós emergência da soja?

O nitrogênio é um dos principais macronutrientes requeridos pelas plantas. Para a cultura da soja, são necessários cerca de 80 kg de nitrogênio para cada tonelada de grãos produzida, sendo que desses, 60% são exportados com os grãos (Nogueira & Hungria, 2014).

Felizmente, todo o nitrogênio requerido para produtividades médias de até 3600 kg.ha-1 é fornecido através da simbiose entre raízes de soja e bactérias fixadoras de nitrogênio do gênero Bradyrhizobium, além disso, esse processo simbiótico proporciona de 20 a 30 kg.ha-1 de nitrogênio para as culturas sucessoras (Gitti, 2016). Esse processo é popularmente conhecido como Fixação Biológica de Nitrogênio (FBN).

Confira o texto na íntegra clicando aqui.


Potencial de danos dos percevejos em Soja e Milho

O percevejo é uma das principais pragas de culturas produtoras de grãos como soja, milho e arroz, seus danos vão desde a redução da produtividade das culturas até a transmissão de doenças agindo como vetores de transmissão. Das espécies de percevejos que atacam cultivos agrícolas, o percevejo marrom (Euschistus heros) e o percevejo barriga-verde (Dichelops melacanthus) se destacam por atacarem principalmente as culturas de soja e milho, causando danos significativos no sistema de produção agrícola, especialmente nos cultivos de milho safrinha em sucessão a soja.

Confira o texto aqui.


Novo alerta vermelho na Argentina: Sorgo de alepo com resistência múltipla ao glifosato, cletodim e Haloxifope-P-metílico

Fonte: REM Aapresid

O programa REM da Aapresid declarou mais uma vez um alerta vermelho ao Sorgo de Alepo (Sorghum halepense) ou capim-massambará como é conhecido no Brasil, depois que de confirmada a resistência múltipla dessa erva daninha ao glifosato e dois ingredientes ativos dos dois grupos de graminicidas mais usados: FOP e DIM.

Primeiro foi o glifosato, sendo que para o glifosato esta foi a primeira erva daninha relatada no país resistente a este ativo, no ano de 2005. Dez anos depois, foi declarada resistência ao ACCase, especificamente Haloxifope-P-metílico, seguida de resistência múltipla a ambos os ingredientes ativos. Na Argentina, a dispersão dessa erva daninha resistente ao glifosato engloba praticamente toda a área produtiva, enquanto os casos de resistência ao Haloxifope-P-metílico se concentram principalmente nas províncias de Santa Fé e Córdoba, embora sua dispersão comece a ser evidenciada com declarações de suspeitas além dessas áreas.

Confira o texto completo aqui.


Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.