Efeito do período de armazenamento de sementes de soja tratadas com fungicidas

0
4697

Objetivou-se avaliar o efeito do período de armazenamento de sementes tratadas na eficácia de controle e nas características fisiológicas das sementes. 

Autores:    LEITE, G.F1; SILVA,T.M2;; CAETANO, G.M1.

Trabalho disponível nos Anais do Evento e publicado com o consentimento dos autores.

Resumo

As grandes culturas são constantemente atacadas por patógenos o que pode causar sérios danos às mesmas e, consequentemente, prejuízos à agricultura. Vários destes patógenos podem estar presentes nas sementes, utilizando-as como veículo de disseminação e sobrevivência.

O tratamento de sementes vem sendo utilizado de forma corriqueira e eficaz e, principalmente em grandes culturas, vem sendo realizado de forma industrial, o que pode aumentar o tempo de contato dos fungicidas com as sementes antes da semeadura. Nesse contexto, objetivou-se avaliar o efeito do período de armazenamento de sementes tratadas na eficácia de controle e nas características fisiológicas das sementes.

Para tanto, experimentos foram desenvolvidos na estação experimental Agro Carregal em Rio Verde, GO. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado para as avaliações em laboratório e, em campo, blocos ao acaso. Foram quatro tratamentos em quatro repetições e cinco diferentes épocas de tratamento. As sementes de soja foram armazenadas por 0, 30, 60, 120 e 180 dias antes da semeadura (a qual ocorreu no mesmo dia para todos os tratamentos).

Como tratamentos, utilizou-se os fungicidas: Carboxina + Tiram na dose de 200 mL p.c. 100kg-1; Fludioxonil + Metalaxyl-M na dose de 130,2 ml p.c. 100kg-1 e Carboxina + Tiram + Carbendazim + Tiram nas doses de 130,2 + 200 mL p.c. 100kg-1. Como testemunha utilizou-se Carbendazim + Tiram na dose de 200 mL p.c. 100kg-1.

Em seguida foram realizados os seguintes testes em laboratório: Teste Padrão de Germinação (TPG), Vigor e Viabilidade (Tetrazólio) e Eficácia (Blotter test).

Durante as avaliações de Blotter Test foram constatados os seguintes fungos: Rhizopus sp. Fusarium spp. Aspergillus spp. Penicillium spp. E para o seu controle recomenda-se o tratamento de sementes com fungicidas, Cercospora kikuchii no qual se recomenda aplicação de fungicidas entre os estádios R5.1 e R5.5 da cultura, e Alternaria solani, no qual se recomenda uso de sementes sadias e aplicação de fungicidas. Em campo avaliou-se a germinação e a ocorrência de fitotoxidez aos 21 dias após a semeadura.

Verificou-se para todos os parâmetros avaliados que não houve diferença significativa entre os tratamentos.

Continua após a publicidade…


Quer saber mais sobre Tratamento de Sementes? Confira o curso Tratamento de Sementes de soja, com o Dr Marcos Ludwig. Por apenas R$79,90 você faz o curso e além de entender mais sobre o tema recebe o certificado de 20 horas. Confira aqui.


 

Conclui-se então que a viabilidade das sementes e a eficácia de controle não foram afetadas independentes do período de armazenamento.

Palavras-chave: Tratamento de sementes; Época de tratamento; Viabilidade de Sementes.

Informações dos autores:

 1Faculdade de Agronomia, Universidade de Rio Verde, Rio Verde, GO;

2Pesquisador Agro Carregal Pesquisa e Proteção de Plantas, Rio Verde, GO.

Disponível em: Anais do 50º Congresso Brasileiro de Fitopatologia, Uberlândia – MG, Brasil.

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.