Autores: IDALGO, Thiago Della Nina; MEDEIROS, Sandro Luis Petter; LÚCIO, Alessandro Dal’Col; MARTIN, Thomas Newton.

O objetivo desse trabalho foi verificar a influência do sistema de cultivo na nodulação e nos parâmetros de crescimento de duas cultivares, convencional e geneticamente modificada (RR), de soja.

O experimento foi desenvolvido no ano agrícola 2016/17 no Departamento de Fitotecnia da UFSM. As cultivares BRS 257, convencional, e BMX Potência RR, geneticamente modificada, foram semeadas em unidades experimentais de seis fileiras com sete metros de comprimento,  espaçadas  em  0,45  m.



Em  duas  áreas  separadas  ambas  as  cultivares  foram  manejadas em sistema convencional e em transição orgânica. As avaliações foram realizadas no estádio R4 da cultura.

Não houve influência do manejo no diâmetro da haste principal, número e diâmetro de nódulos. No manejo convencional a cultivar transgênica apresentou altura superior a cultivar não geneticamente modificada.

Elaboração:

Prof. Thomas N. Martin – UFSM

Prof. Dr. Thomas N. Martin – martin.ufsm@gmail.com, (55) 981 113 833

Acesse a página do Grupo de Pesquisa Coxilha UFSM no Facebook : clicando aqui!

O artigo completo foi publicado em: Cadernos Agroecológicos, v. 13, p. 1-6, 2018. Leia o trabalho aqui.

 


Confira material do Ciência em Prática sobre estabelecimento da cultura da soja

Estabelecimento da soja

Até onde vão as reservas da semente de soja?Quando se estabelece o processo de fixação biológica?Veja qual o manejo adequado para os estádios iniciais e estabelecimento da cultura da soja com o professor Thomas Martin da UFSM. Esse é mais um episódio da 2ª temporada do "Dicas Mais Soja – Ciência em prática: é possível produzir Mais Soja?"

Posted by Mais Soja on Thursday, November 22, 2018

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.