Eficiência de inoculantes comerciais e On-Farm no crescimento inicial da soja

0
854

Objetivou-se com o presente trabalho, avaliar a eficácia de Bradyrhizobium japonicum produzido em sistema “on-farm”

Autores:  J.D. Vieira¹; J.F.Barros¹; (F.A. Pires)¹; S.P.S.C. Mendes¹; A.M. Geraldine1

Trabalho disponível nos Anais do Evento e publicado com o consentimento dos autores.

Resumo

O gênero Bradyrhizobium é de grande importância na sojicultura, já que a adubação nitrogenada é praticamente inviável economicamente. O processo de inoculação pode ser feito de duas maneiras. Através da inoculação direta da semente ou por aplicação em sulco de plantio.

Diante das inúmeras tentativas de multiplicar o Bradyrhizobium em sistemas denominados on-farm, objetivou-se com o presente trabalho, avaliar a eficácia de Bradyrhizobium japonicum produzido em sistema “on-farm” comparado ao produzido em indústrias, produto comercializado.

O experimento foi realizado com 3 tratamentos e 4 repetições em delineamento inteiramente casualizado.

Os tratamentos avaliados foram:

T1 –B água autoclavada;

T2 – B. japonicum produzido em sistema “on-farm”; B. japonicum;

T3 –B. japonicum produto comercial produzido em sistema industrial.

O solo utilizado foi previamente autoclavado e a semeadura foi realizada em vasos de 40×20 cm e 20 cm de profundidade.

As aplicações dos tratamentos foram realizadas logo após a distribuição das sementes via jato dirigido em volume de calda de 40 L.ha-1. Após 30 dias da semeadura foram realizadas as avaliações de altura de parte aérea, tamanho da raiz, matéria seca, matéria verde e número de nódulos em 30 plantas. Por fim, os resultados foram submetidos à análise de variância e quando significativos foram realizados teste de Tukey (p ≤ 0,05).

Foi observado que o T2 apresentou maior número de nódulos (445,0 nódulos) quando comparado aos demais tratamentos, sendo 213 nódulos a mais que o T3. Já o T1 obteve 114 nódulos. Consequentemente, T2 também apresentou maior volume de raiz (226,37 cm2).

Novos testes devem ser realizados para elucidar os resultados, haja vista que os ingredientes que compõem o meio de cultura para multiplicação “on-farm” são ricos em nutrientes e podem ter potencializado o crescimento de Bradyrhizobium no solo.

Palavras-Chaves: Inoculante; Bradyrhizobium; on-farm.

Informações dos autores:

¹Discentes do IFGoiano/Laboratório de Fitopatologia -Rio Verde.

Disponível em: Anais do  50º Congresso Brasileiro de Fitopatologia, Uberlândia – MG, Brasil.

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.