Antes do advento do sistema plantio direto, as erosões superficiais assolavam diversa lavouras produtoras de grãos, causando além de perda de solo, perda de nutrientes e até mesmo redução do estande de plantas. Com o surgimento do sistema plantio direto, esse problema foi atenuado, mas ainda faz parte da realidade de alguns ambientes de cultivo, especialmente os que apresentam maior declividades.

Dentre os principais fatores responsáveis pela erosão superficial do solo, podemos destacar o impacto da gota da chuva, fator que é agravado por condições de solo desnudo ou sistema de plantio convencional (com preparo do solo). A energia cinética da chuva dentre outras características, contribui para o aumento progressivo das perdas de solo, em consequência do aumento da tensão cisalhante do escoamento superficial provocado (Brandão et al., 2007).

O escoamento superficial de água no solo é atribuído principalmente a redução da infiltração de água. Embora a taxa de infiltração de água no solo possa variar de acordo com suas características físicas e minerais, é consenso que solos com menor taxa de infiltração de água tendem a apresentar maior tendência ao escoamento superficial. Aliado a isso, chuvas torrenciais contribuem para o aumento dos casos de erosão, especialmente em solos compactados.



Conforme observado por Martins & Santos (2017), com o aumento da resistência do solo á penetração, tem-se a redução da porcentagem de infiltração de água no solo, fato que corrobora a afirmativa de que solos compactados tendem a apresentar maior propensão ao escoamento superficial.

Figura 1. Correlação entre a Resistência à Penetração (RP) média na camada 0,0- 0,02 m e a infiltração de água no solo simulada por infiltrômetro de Cornell, em um LATOSSOLO VERMELHO Distroférrico (Martins & Santos, 2017).

Fonte: Martins & Santos (2017)

Analisando a taxa de infiltração da água e a resistência do solo a penetração sob sistemas de uso e manejo, Martins & Santos (2017) também observaram que existe influência do sistema de cultivo na porcentagem de infiltração de água no solo e escoamento superficial, ficando nítida a contribuição da rotação de culturas no sistema plantio direto SPDR) para atenuar o escoamento superficial em comparação ao sistema plantio direto em sucessão soja/milho (SPD).



Figura 2. Porcentagem de infiltração e escoamento superficial (ES) avaliados através do infiltrômetro de Cornell em diferentes sistemas de uso, em um LATOSSOLO VERMELHO Distroférrico (Martins & Santos, 2017).

1Médias seguidas pelas mesmas letras, comparadas em cada tratamento, não diferem entre si pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. Fonte: Martins & Santos (2017)

Além da taxa de infiltração de água no solo, a cobertura do solo com palhada abundante é fundamental para evitar erosões superficiais, reduzindo o impacto da gota da chuva, além disso, cabe destacar que a cobertura permanente do solo é uma das premissas do sistema plantio direto, sendo fundamental para a sustentabilidade dos cultivos.

Logo, investir em cobertura do solo e na melhoria dos seus atributos físicos, aumentando a taxa de infiltração de água do solo, especialmente eliminando a compactação do solo é de suma importância para reduzir as erosões superficiais, contribuindo ainda para o aumento da infiltração de água no solo e consequentemente disponibilidade hídrica para das culturas agrícolas.


Veja mais: Compactação do solo e sua relação com a produtividade da soja


Referências:

BRANDÃO, V. D. S. et al. PERDAS DE SOLO E CARACTERIZAÇÃO FÍSICA E MICROMORFOLÓGICA DE CROSTAS FORMADAS EM SOLOS SOB CHUVA SIMULADA. Eng. Agríc., Jaboticabal, v.27, n.1, p.129-138, jan./abr. 2007. Disponível em: < https://www.scielo.br/j/eagri/a/jCFHLrP5HJMpsYYKVgRPJNd/abstract/?lang=pt >, acesso em: 14/01/2022.

MARTINS, F. P.; SANTOS, E. L. TAXA DE INFILTRAÇÃO DA ÁGUA E A RESISTÊNCIA DO SOLO A PENETRAÇÃO SOB SISTEMAS DE USO E MANEJO. Acta Iguazu, Cascavel, v.6, n.4, p. 28-40, 2017. Disponível em: < https://e-revista.unioeste.br/index.php/actaiguazu/article/download/18456/12036/67324 >, acesso em: 14/01/2022.

Acompanhe nosso site, siga nossas mídias sociais (SiteFacebookInstagramLinkedinCanal no YouTube)

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.