As cooperativas brasileiras são responsáveis por boa parte dos alimentos que entram nas casas dos brasileiros todos os dias. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) referentes ao último Censo Agropecuário o modelo cooperativista representa aproximadamente 48% do total da produção agropecuária do País, com importante papel na distribuição de leite, café, trigo, soja, arroz, feijão, carnes, legumes, frutas e demais produtos alimentícios.

O Ramo Agropecuário é responsável pela inclusão dos produtores no mercado. Segundo dados da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário, cerca de 70% das famílias cooperadas com Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP Física) integram o Sistema OCB. Esse dado comprova a importância do setor cooperativista para que os produtores possam ter mais acesso a tecnologias e insumos, bem como ganhar escala nos processos de acesso ao mercado.

Tendo grande interface com os produtores rurais e com municípios do interior do País, o cooperativismo de crédito possui fundamental importância para a inclusão financeira e desenvolvimento econômico social dos municípios onde estão presentes, com a melhor relação de distribuição de volume na carteira de crédito rural. Hoje, mais de 70% de seus empréstimos ficam abaixo de R$ 5 mil. Administrando um total de mais de R$ 200 bilhões em ativos em 2017, as cooperativas financeiras têm como uma das suas principais características o alcance exclusivo a mais de 160 municípios, onde outras instituições não atuam. Mais uma vez, o cooperativismo reforça o seu papel de inclusão financeira.


Ainda dá tempo. Corre lá! Clique no banner e submeta seus trabalhos no I CONSOJA.


No Ramo Transporte, as cooperativas agregam tanto transportadores de carga quanto de passageiros, com um papel essencial na organização e profissionalização desses motoristas. Responsáveis pela circulação de 330 milhões de toneladas de cargas, possuem uma movimentação econômica superior a R$ 6 bilhões por ano, tendo importante papel para o escoamento da produção brasileira. Por sua vez, as cooperativas de transporte de passageiros contam com 46 mil veículos e transportam aproximadamente 2 bilhões de passageiros ao ano.

É importante ressaltar que as cooperativas também estão presentes no dia a dia do brasileiro com oferta de serviços de habitação, educação, trabalho, mineração, produção e turismo e lazer. Em seus diversos ramos de atuação, possuem uma fundamental importância para o desenvolvimento econômico e social na base, e são, por muitas vezes, a única alternativa de distribuição de renda, geração de empregos e inclusão social em diversos municípios onde os grandes grupos econômicos não possuem alcance ou interesse em atuar.

Fonte: Sistema OCB, disponível na Fecoagro

Texto originalmente publicado em:
Fecoagro
Autor: Sistema OCB

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.