O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) alerta a comunidade internacional sobre os desdobramentos do tabelamento de fretes na alta dos preços dos alimentos no Brasil.

O estudo “Why have food products caused the June 2018 Consumer Price Index increase to be the largest since 1995?” foi encaminhado às instituições internacionais envolvidas e/ou interessadas nos temas de produção agropecuária, segurança alimentar, agricultura familiar, dentre outros.

O estudo, disponível no site do IPEA, foi encaminhado também para instituições internacionais que financiam, no Brasil, projetos relacionados ao desenvolvimento da atividade agropecuária brasileira, à geração de renda no campo e ao empreendedorismo no meio rural.


Quer produzir mais Soja?


O estudo mostra o salto de 2,86% para 4,39% na inflação brasileira (IPCA-12 meses) derivado da greve dos caminhoneiros e do tabelamento de preços dos fretes. O IPEA alerta a comunidade internacional que o tabelamento de fretes tem aumentado os custos da atividade agropecuária no Brasil o que tem trazido consequências perversas para a sociedade e especialmente para a população mais pobre que dispende a maior parte de sua renda com a aquisição de alimentos.

O estudo do IPEA está disponível aqui.

Sua versão em português “Por que os alimentos levaram o IPCA de junho de 2018 à maior alta desde 1998?” já havia sido divulgada em julho pelo IPEA e também está disponível no site da instituição. Para acessá-lo clique aqui.

Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), disponível no site da CNA

Texto originalmente publicado em:
CNA
Autor: IPEA

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.