“Com as previsões de aumento da temperatura e de maior escassez de chuvas, o sucesso da atividade agrícola passa a depender do crescimento e da distribuição do sistema radicular das plantas ao longo do perfil do solo. Como o crescimento das raízes das plantas ao longo do perfil do solo é dependente da presença de cálcio e ausência de toxicidade por alumínio, é muito importante realizar adequada correção da acidez do solo e adotar estratégias que visem aportar o cálcio em todo o perfil de enraizamento”.

As palavras acima são de Eduardo Caires, professor titular da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e engenheiro agrônomo, com 30 anos dedicados à pesquisa em fertilidade do solo, e larga atuação nos estudos de correção da acidez do solo e formação de perfil de enraizamento em Sistema Plantio Direto. No dia da abertura do 17º Encontro Nacional de Plantio Direto na Palha, que este ano será online e acontece entre os dias 1º e 3 de dezembro, Caires fará uma palestra com o Manejo do Perfil do Solo em Áreas sob Sistema Plantio Direto.

Ele explica que esse assunto tem apresentado importância cada vez maior na agricultura em razão do cenário atual de mudanças climáticas e aquecimento global. “No SPD, é comum ocorrer estratificação química no perfil do solo, com melhoria mais acentuada da correção da acidez a partir da superfície do solo por causa da ausência de revolvimento. A acidez do subsolo, em caso de níveis tóxicos de alumínio e/ou deficiência de cálcio, pode comprometer a penetração de raízes e a produtividade das culturas”.

Novo método

Em sua apresentação, Caires fará uma abordagem considerando os fatores que interferem no crescimento do sistema radicular das plantas e as práticas mais importantes para melhorar as condições de acidez e a estruturação do solo ao longo do perfil. Segundo ele, serão destacadas a produção adequada de palha sobre a superfície por meio de rotação e diversificação de culturas, a correção adequada da acidez do solo por meio da calagem na superfície e a melhoria das condições químicas no subsolo por meio do uso adequado de gesso.

“Um novo método de recomendação de gesso será apresentado, visando a obtenção de mais altas produtividades das culturas. Ao final, será mostrado que essas práticas, quando utilizadas em conjunto e de forma adequada, proporcionam melhoria nos atributos físicos, químicos e biológicos do solo por meio de importantes incrementos no conteúdo de carbono orgânico no perfil, resultando em aumento na capacidade de infiltração e armazenamento de água no solo, e na produtividade das culturas”.

Alerta

A importância desse conteúdo a ser apresentado se dá pelo fato de que o SPD com rotação diversificada de culturas, tem se destacado como uma das estratégias mais efetivas para melhorar a sustentabilidade da agricultura em regiões tropicais e subtropicais, contribuindo para minimizar perdas de solo e de nutrientes por erosão. O sistema de cultivo tem apresentado rápido crescimento em área cultivada no Brasil.

No entanto, o produtor deve estar alerta também às camadas mais profundas do solo. Caires destaca que, boa parte dos solos sob SPD no Brasil apresenta adequada correção da acidez apenas na camada superficial. “Com isso, o sistema radicular das plantas fica concentrado na superfície do solo, tornando as plantas muito vulneráveis ao estresse hídrico. O manejo adequado do perfil do solo em áreas sob SPD é crucial para favorecer o crescimento radicular das plantas em maior profundidade visando garantir estabilidade de produção, especialmente em anos mais secos”, afirma.

Altos tetos produtivos

“Gostaria de convidar todos os envolvidos na cadeia produtiva de grãos a participarem desse evento que está sendo organizado com muito carinho pela Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação. Além da palestra Manejo do Perfil do Solo em Áreas sob Plantio Direto, que estarei apresentando, todos os aspectos de maior relevância e os principais avanços alcançados sobre esse tema também estarão sendo apresentados durante o evento. Não percam essa oportunidade de aprimorar seus conhecimentos e solucionar todas as suas dúvidas relacionadas ao manejo do solo em Plantio Direto. Cabe destacar que a melhoria do perfil de enraizamento das plantas é a base para aumentar a eficiência do uso de nutrientes e manter altos tetos produtivos”, convida Eduardo Caires.

Inscrições e Resumos

As inscrições já estão abertas e podem ser feitas diretamente pelo site oficial do 17º ENPDP (inscreva-se aqui). Até o dia 15 de novembro, o valor das inscrições será de R$ 50,00; após essa data será de R$ 65,00.  Quem já tiver feito a inscrição no valor antigo, terá a diferença deste valor restituída.

A organização lembra ainda que o prazo para envio de resumos foi prorrogado até o dia 20 de outubro. Para mais informações, acesse o site do 17º ENPDP ou entre em contato através do e-mail enpdp2020@fbeventos.com.

Foto de capa: Embrapa

Texto originalmente publicado em:
FEBRAPDP
Autor: Da Redação FEBRAPDP

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.