Nova praga do milho no Brasil

0
10918

Phaeocytostroma ambiguum é relatado pela primeira vez como causador da podridão-do-colmo

Diversos organismos causam podridões-do-colmo do milho no Brasil, tais como Colletotrichum graminicola, Macrophomina phaseolina, Fusarium graminearum, Fusarium verticillioides, Stenocarpella macrospora e Stenocarpella maydis.

Resultado de imagem para Phaeocytostroma ambiguum Foto: Lamprecht et al. (2011)
Foto: Lamprecht et al. (2011)

A doença é responsável por perdas de produtividade e na qualidade dos grãos. Em julho de 2015, plantas de milho apresentando lesões castanho-claras ou escurecimento dos internós mais basais foram observadas na região Centro-Oeste do país. Após isolamento do fungo em meio-de-cultura, foram realizadas análises morfológicas e moleculares, que levaram ao diagnóstico: Phaeocytostroma ambiguum. Esse fungo já era conhecido por causar a podridão-do-colmo em milho na Austrália, Bulgária, França, América do Norte, Tanzânia e África do Sul. Para comprovar a patogenicidade, o fungo isolado foi inoculado em plantas sadias de milho e, 30 dias depois, as plantas inoculadas apresentaram a mesma sintomatologia daquelas que haviam sido coletadas em campo.

O artigo foi publicado em 26/9/2016 na revista Plant Disease.

O correto diagnóstico é um componente crucial para qualquer programa de manejo fitossanitário.

Assim sendo, produtores e responsáveis técnicos devem permanecer atentos a eventuais falhas no controle da podridão-do-colmo.

Para saber mais: AGUIAR, F. M. et al. First Report of Phaeocytostroma ambiguum Causing Maize Stalk Rot in Brazil. Plant Disease, v. 100, n. 12, p.2528, dez. 2016.

Fonte: Livro Pesquisa para conhecer, conhecer para manejar, volume 2.

A publicação está disponível para download no portal DefesaVegetal.Net

Texto originalmente publicado em:
Livro Pesquisa para conhecer, conhecer para manejar
Autor: Livro Pesquisa para conhecer, conhecer para manejar,

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.