Praticamente todas as regiões ocupadas pelo trigo receberam chuva durante o período de pouco mais de uma semana entre sexta-feira, 26, e terça-feira 30 de junho, segundo a consultoria Agridatos. Nos últimos sete dias choveu entre 15/20 e 30/35 milímetros, cobrindo 97% dos 580 mil hectares (tem) de cereal. Depois destas chuvas, na última terça-feira, houve geadas de intensidade forte no início da manhã de sexta-feira, 03 de julho, que não causaram danos porque o estágio atual de o desenvolvimento do trigo não tem picos.

O desenvolvimento da cultura nessas 7 semanas podem ser classificadas entre muito bom e excelente. Agora, com as últimas chuvas, seguidas de geada, que não causou danos, mas frio intenso com sol, mantém-se o desenvolvimento em excelente condição de ponta a ponta do país, de Encarnacion, em Itapúa, a Saltos del Guairá, em Canindeyú, ou seja, de sul a norte.

A safra como um todo já recebeu 305 mm de chuva. Para comparação com a mesma época do ano passado, a safra 2019 tinha recebido 409 mm de chuva desde o início do plantio em 26 de abril até sua conclusão em 06 de junho. Com relação aos preços, eles permanecem inalterados ao redor de US$ 225 em Campo 9, US$ 245 no Oeste do PR e US$ 205/t no Sul do Mato Grosso do Sul.

Fonte: T&F Agroeconômica



Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.