Nesta segunda-feira (28), a Política Agrícola com ênfase em Crédito Rural, foi mais um tema das transmissões ao vivo da Emater/RS-Ascar e Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) no Canal Agro da Expointer Digital 2020.

O evento, que contou com a participação do presidente da Emater/RS-Ascar, Geraldo Sandri, foi apresentado e mediado pelo extensionista rural, Célio Cole. Participaram do encontro virtual como painelistas o engenheiro agrônomo da Seapdr, Valdomiro Hass, e o extensionista da Emater/RS-Ascar, Roblein Cristal Coelho Filho.

Durante o evento foram apresentadas e discutidas as políticas públicas voltadas para o agronegócio no Rio Grande do Sul, como o Programa Estadual de Produção e Qualidade do Milho (Pró-Milho), que tem como destaque a articulação entre os elos da cadeia produtiva e entre o setor público e o setor privado, ou seja, uma boa inter-relação entre os setores. “Portanto, diante da compreensão de que o setor agropecuário do Estado e do Brasil alcança a metade do PIB, para continuar crescendo, as políticas públicas devem auxiliar e apoiar para o setor aumentar o rendimento e competitividade, afirmou Cole.

Haas explicou ainda os objetivos da política agrícola é que o Estado exerça a função de planejamento, que será determinante para o setor público e indicativo para o setor privado, destinado a promover, regular, fiscalizar, controlar, avaliar atividade e suprir necessidades. “Tudo isso visando assegurar o incremento da produção e da produtividade agrícolas, a regularidade do abastecimento interno, especialmente alimentar, e a redução das disparidades regionais”, afirmou ele.

Roblein acrescentou que o Crédito Rural é um dos instrumentos principais da política agrícola e que a oferta de crédito rural ocorre de forma pública e privada. “No crédito público, os valores disponíveis, as taxas de juros e as demais regras passam por atualizações anuais através do Plano Safra, com recursos para custeio das lavouras temporárias e permanentes e recursos para investimentos, tais como aquisição de máquinas, equipamentos, construções e instalações. Já o crédito do setor privado, oferecido em parte pelas instituições financeiras e em parte pelo chamado crédito comercial que é oferecido por tradings, cooperativas e fornecedores de insumos”, explicou.

Fonte: Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural – Seapdr

Texto originalmente publicado em:
Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural - Seapdr
Autor: SEAPDR

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.