Os preços médios do trigo no Paraná, segundo a pesquisa do Indicador Cepea, voltaram a subir 0,17%, nesta quarta-feira, para R$ 831,99/tonelada, contra R$ 830,58/t do dia anterior. Com isto, o acumulado de outubro reduziu o seu percentual negativo para 0,10%.

A mesma pesquisa registrou também nova queda, desta vez de 0,42% nos preços do trigo do RS, para a média de R$ 788,65/t, contra R$ 791,96/t do dia anterior, aumentando as perdas de outubro que já atingem negativos 6,52% (6,13% anterior).

O mercado físico, no Rio Grande do Sul, safra velha não tem mais mercado, porque não há mais praticamente nenhuma disponibilidade. Para recém colhido, moinhos hiper curtos de trigo pagam R$ 730,00/t. Para entregar segunda e terça-feira R$ 700,00/t. Para novembro R$ 650,00/t, todos preços FOB. Para exportação já foram negociadas cerca de 15.000 toneladas a R$ 730,00 sobre rodas no porto, trigo miling 12%.

O mercado físico, no Paraná, as informações de que a qualidade do trigo no estado está superando as expectativas, com muito trigo melhorador, alguns moinhos reportando que estão recebendo este tipo de trigo a preço de trigo pão comum, devido aos contratos feitos durante a safra e que poderá até faltar trigo brando no estado. O comentário de um grande moinho foi este: “Este ano temos bastante trigo melhorador aqui.

Os preços na casa de 870,00/ton (norte do estado). Algumas cooperativas pedindo até 900,00. Os negócios estão andando na casa de 850,00″. Os preços de exportação para o trigo brasileiro em dezembro o preço está ao redor de US$ 170,79, liquidando no interior R$ 33,38/saca, que não é competitivo, porque o mercado interno paga R$ 39,00/saca.

Com relação às importações, o trigo argentino com 11,5% chegaria aos moinhos do RS e do PR, por via marítima (portos de Rio Grande e Paranaguá), ao redor de R$ 1.137,48 em outubro, R$ 960,58 em Novembro, R$ 953,76 em Dezembro, R$ 963,13 em Janeiro e R$ 990,48 em Março. Por via fluvial (desembarcadouro em Foz do Iguaçú) chegariam aos moinhos do Oeste do PR ao redor de R$ 1.112,10/tonelada.



Para os moinhos de SP, o trigo argentino chegaria via marítima a R$ 1.171,36/t, abaixo do trigo americano com TEC, que chegaria a R$ 1.273,40/t. Para Salvador o trigo americano com TEC chegaria a R$1.211,84/t e o argentino a R$ 1.113,93/t. Em Fortaleza o trigo americano com TEC chegaria a R$ 1.211,84/t e o trigo argentino a R$ 1.122,18/t.

Fonte: T&F Agroeconômica

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.