A semana está fechando com baixa nos contratos futuros da soja na Bolsa de Chicago, o mercado que vinha aquecido do início da semana balançou com as incertezas da guerra comercial. O que segurou os preços foram os rumores de uma possível negociação entre Estados Unidos e China.

Ontem a Justiça do Distrito Federal suspendeu a circular do Ministério da Economia que removia a tarifa antidumping para a importação do leite em pó para a União Europeia e Nova Zelândia, a tarifa já era cobrada desde 2001 agora com as taxas totais deve chegar a 42,8%.

A Conab divulgou o 5º levantamento da produção brasileira de grãos na safra 18/19, segundo a companhia a produção deve ser de 234,1 milhões de toneladas, representando um volume de 2,8% a mais em relação à safra passada. O aumento de área foi de 910,5 mil hectares, ou seja 1,5% em relação a 2017/18, a eficiência produtiva deve passar de 3.692 para 3.738 kg/ha.

A chuva deve retornar ao Sul do país, o que é influenciado por três fatores, os ventos no alto da atmosfera, os ventos úmidos do oceano e uma baixa pressão vinda do Paraguai, o que reforça a possibilidade de chuva. No centro-oeste a chuva segue entre o sul de Goiás e o norte do Mato Grosso do Sul. Nas outras áreas o sol predomina na maior parte do dia.

Redação: Daniela Vargas – Equipe Mais Soja


Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.