Em termos de anomalia da chuva (como a chuva se comporta em relação à média histórica), as projeções climáticas indicam chuvas abaixo da média histórica para o trimestre agosto – setembro – outubro, havendo significativa redução do volume de chuvas dependendo da região, em comparação a média histórica para esse período.

Com relação aos fenômenos climáticos (ENOS), a projeção das anomalias da temperatura da superfície do mar e probabilidade de ocorrência das diferentes fases do ENOS, trazem um indicativo da persistência do fenômeno La Niña em resposta a contínua baixa temperatura da superfície do mar, caracterizada por temperaturas abaixo de -0,5 °C.

Bárbara Sentelhas, Eng. Agrônoma e CEO AGRYMET, destaca que conforme projeções climáticas, é esperado que o La Niña continue pelo menos até meados de Janeiro de 2023 (figura 1), onde começa a ocorrer uma redução da probabilidade de ocorrência desse fenômeno e aumentam as possibilidades de neutralidade climática, coincidindo com o período de maior demanda da soja, o enchimento dos legumes.

Figura 1. Projeções das Anomalias da Temperatura da Superfície do Mar e Probabilidade de Ocorrência das Diferentes fases do ENOS.

Colunas em azul indicam a probabilidade de ocorrência do fenômeno La Niña. Fonte: RTC – Rede Técnica Cooperatira (2022)

Com relação a previsão do volume de chuvas para os próximos 30 dias, para a região Noroeste do Rio Grande do Sul, são esperados 220 mm para São Luiz Gonzaga, 238 mm para Santa Rosa e 226 mm para Campo Novo. No planalto gaúcho, Sentelhas destaca que as previsões indicam volumes acumulados para os próximos 30 dias de aproximadamente 252 mm para Água Santa, 239 mm para Sarandi, 258 mm para Não-Me-Toque e 362 mm para Ibirubá.

Para a região Noroeste-Centro, são esperados 255 para Panambi, 254 mm para Cruz Alta, 236 mm para Tupanciretã e 245 mm para Júlio de Castilhos. Concluindo as projeções climáticas, para a região Centro-Sul do RS, são esperados menores volumes de chuvas para os próximos 30 dias, ficando na casa dos 163 mm para São Sepé, 149 mm para Caçapava do Sul, 97 mm para Bagé e 96 mm para Arroio Grande, com alerta da possível ocorrência de geadas para essas regiões em determinados períodos, em especifico para o dia 29/8, com exceção de Arroio Grande.

Cabe destacar que as previsões relacionadas ao volume de chuvas para os próximos 30 dias indicam de modo geral, a concentração das chuvas para o início do mês de agosto. Assista abaixo o ClimaCast – RTC e confira os prognósticos climáticos para sua região de cultivo.


Inscreva-se agora no canal Rede Técnica Cooperativa – RTC clicando aqui!


Acompanhe nosso site, siga nossas mídias sociais (SiteFacebookInstagramLinkedinCanal no YouTube)

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.