Tida como uma cultura potencial de cultivo devido a sua tolerância ao estresse hídrico, o sorgo vem sendo cultivado para atender demandas de  alimentação animal e humana, e por demandar investimentos relativamente menores que o de outras culturas apresenta-se como uma opção de renda para agricultores situados em diversas regiões do país.

Por ser uma alternativa de fornecimento de palhada para o cultivo subsequente de soja, alguns estudos estão sendo realizados para verificar seu efeito alelopático com a soja. Alguns resultados sobre o efeito do sorgo submetidos à dessecação química já denotam a alelopatia do sorgo em relação a germinação de sementes de soja e a produtividade.

Pensando em avaliar o efeito alelopático do sorgo granífero (BRS 332) sobre o desempenho produtivo da soja, pesquisadores da UFV desenvolveram um trabalho levando em consideração  diferentes datas de semeadura. Confira o trabalho completo acessando aqui.


Leia mais: Sorgo é recomendado para a safrinha


Foram testadas a campo duas culturas de cobertura, denominadas culturas antecessoras: sorgo (BRS 332) e milho (LG 6304 PRO® ), e cinco diferentes épocas de semeadura da soja após a colheita das culturas antecessoras (0, 20, 40, 60 e 80 dias após a colheita). Não houve dessecação das culturas sorgo e milho para colheita.



Resultados apresentados neste trabalho mostraram que a produtividade de grãos da soja, quando cultivada em sucessão, não é afetada pela presença anterior de sorgo, em relação a sucessão com milho.

Figura 1. Produtividade de grãos (kg ha¹) em função da cultura antecessora e da época de semeadura

A soja quando semeada de imediato após a colheita das gramíneas sorgo e milho, tem o seu desenvolvimento inicial afetado em até 40 dias, após esse período, não mais se observa tal efeito.

Garcia e Soutier (2016) nesta mesma linha de pesquisa, avaliando  duas cultivares de sorgo-sacarino (BRS 506 e BRS 511),  e quatro intervalos para semeadura da soja após o manejo da gramínea (0, 3, 6 e 9 dias após o corte/manejo), conduzidas em vasos, obtiveram que o intervalo de nove dias, entre o manejo do sorgo e a semeadura da soja, é suficiente para diminuir os efeitos negativos no crescimento da soja em sucessão. Você pode conferir este trabalho clicando aqui.

A grande preocupação do efeito alelopático de uma cultura antecessora esta condicionada à alguns fatores: a necessidade de uma germinação e emergência uniforme para fixar stand ideal de plantas, e também uma emergência rápida para que a semente não permaneça longos períodos em contato com o solo, impedindo a colonização com microrganismos patogênicos que também comprometem a produtividade. 


Leia também: Efeito alelopático de Braquiária no vigor e germinação de sementes de soja


Dependente do clima, a doença se desenvolve em temperaturas amenas, e solos saturados sejam pela precipitação ou pela irrigação.
Como manejar o mofo branco em soja?

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.