Em vídeo publicado no canal do professor Marcelo Gripa Madalosso da URI/Santiago e Santo Ângelo, você confere estratégias de manejo para reduzirmos a fitotoxicidade de aplicações de fungicidas em soja.

Devido ao tempo para metabolização dos produtos aplicados na planta, a fitotoxicidade é o resultado de 4 momentos:

  1. Adaptação da planta ao stress;
  2. Atraso no desenvolvimento vegetal;
  3. Morte pontual de células;
  4. Necrose foliar.

Sendo estas etapas mais rápidas ou mais lentas, dependentes do stress hídrico ao qual a planta está submetida, com a necrose, ocorrendo de 2 a 10 dias de acordo com esse stress.

Para mitigarmos estes problemas em decorrência das aplicações, algumas medidas e estratégias podem ser manejadas:

  • Aumento do volume de calda = >130 l/ha;
  • Aplicações noturnas;
  • Associação de aplicações com Mancozeb
  • Evitar misturas de tanque perigosas.

A fitotoxicidade é cumulativa? Qual a diferença de plantas de ciclo longo e curto em relação a fito?

Confira o vídeo do nosso parceiro professor Marcelo Gripa Madalosso e veja isso e muito mais.

Ainda não conhece o canal do professor Madalosso?

Aproveita e te inscreve no canal, aqui.


Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.