Os preços da soja, que vinham recuando desde o início do ano, passaram a subir nos últimos dias, impulsionados pela forte retração de produtores do mercado – conforme colaboradores do Cepea, esses agentes acreditam em novas valorizações da oleaginosa, fundamentados nas irregularidades climáticas na América do Sul.

Outros vendedores, por sua vez, têm armazenado o grão, diante da recente queda na receita e das incertezas sobre a demanda chinesa. No geral, sojicultores estão preocupados em cumprir contratos já realizados e, por isso, preferem avaliar o volume colhido para depois disponibilizar novos lotes.

Com isso, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa da soja Paranaguá (PR) registrou alta de 2,6% entre 18 e 25 de janeiro, indo para R$ 77,68/sc de 60 kg na sexta-feira, 25. No mesmo comparativo, o Indicador CEPEA/ESALQ Paraná subiu 2,8%, a R$ 72,80/sc de 60 kg.



Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Texto originalmente publicado em:
Cepea
Autor: CEPEA

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.