A safra argentina de soja entrou em seu trecho final com 97,2% da área total já debulhada e um volume acumulado de 48,8 milhões de toneladas até o momento, enquanto o plantio de trigo avançou em bom ritmo durante a semana, graças às boas condições climáticas, informou Buenos Aires Troca de Cereais (BCBA).

A colheita da última semana atingiu uma área de mais de 600.000 hectares e restam apenas 470.000 hectares para concluir a campanha, localizada no sudeste de Buenos Aires.

O bom ritmo da colheita de oleaginosas já se posicionou nesta temporada como o mais rápido desde que a entidade possui recordes (2000/01), com 90% do que foi coletado até o momento em apenas dois meses.

“O clima seco do outono permitiu que as colheitadeiras se movessem rapidamente por toda a região agrícola”, disse o BCBA. Das 15 zonas produtivas em que a entidade divide a área agrícola, as obras já foram concluídas em quatro (centro-norte de Córdoba; sul de Córdoba; núcleo norte e San Luis) com uma contribuição de aproximadamente 18,9 milhões de toneladas, enquanto em 8 o avanço é superior a 96%.

Em escala nacional, a colheita de soja de primeira linha cobriu 98,9% da área, com um rendimento de 3210 quilos por hectare (Kg/ha), enquanto a colheita de lotes de segunda classe registrou um avanço de 93,6% e um rendimento de 2450 kg/ha. Assim, o rendimento médio nacional foi de 2970 kg/ha, portanto, espera-se que a campanha culmine em 49,5 milhões de toneladas.

Em relação à semeadura do trigo, as boas condições climáticas e o nível de umidade superficial dos lotes permitiram que os semeadores avançassem na área destinada ao cultivo.

Nos últimos 7 dias, o plantio de trigo alcançou 8,3 pontos percentuais de progresso inter-semanal e cobriu 13,4% da área projetada de 6,8 milhões de hectares para o ciclo 2020/21.

A entidade estimou que a produção desta temporada chegará a 21 milhões de toneladas. Por fim, a colheita de milho cobriu 47,2% dos 6,2 milhões de hectares elegíveis, registrando um avanço inter-semanal de 3,7 pontos percentuais.

O rendimento médio caiu para 9010 kg/ha e a projeção de produção permaneceu em 50 milhões de toneladas.

Fonte: eFarmNewsAr

Texto originalmente publicado em:
eFarmNewsAr
Autor: eFarmNewsAr

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.