Destaque da Semana – Esta semana for marcada pela queda nas cotações de algodão no destino (A Index) para o nível mais baixo desde dezembro de 2020, pressionados por vendas de fundos e demanda fraca.

Algodão em NY – O contrato Jul/24 fechou nesta quinta 02/05 cotado a 75,62 U$c/lp (-6,6% na semana). O contrato Dez/24 fechou a 74,18 U$c/lp (-4,4% na semana) e o Dez/25 a 74,07 U$c/lp (-2,9% na semana).

Basis Ásia – O Basis médio do algodão brasileiro posto Leste da Ásia: 733 pts para embarque Out/Nov-24 (Middling 1-1/8″ (31-3-36), fonte Cotlook 02/mai/24).

Baixistas 1 – As recentes quedas nos preços foram atribuídas principalmente à atividade dos especuladores, embora influências fundamentais como boa perspectiva de oferta em ambos os hemisférios e fraca demanda tenham pesado.

Baixistas 2 – Os preços do petróleo caíram cerca de 2%, para o mínimo de sete semanas, devido a um aumento surpreendente nos estoques nos EUA, à perspectiva de um acordo de cessar-fogo no Médio Oriente e à inflação persistente nos EUA.

Baixistas 3 – Nos Estados Unidos, mais chuvas importantes foram recebidas em partes do Texas na última semana.

Altistas 1 – Entretanto, nos preços atuais, produtores americanos indecisos podem optar por reduzir um pouco a área de algodão.

Altistas 2 – Últimos dados do FMI, que preveem crescimento global de 3,2% em 2024 e 2025, podem indicar aumento no consumo de algodão este ano. Na próxima semana, teremos relatório mensal do USDA com os primeiros números 24/25.

Plantio 1 – Quase 90% dos campos de algodão já foram plantados em Xinjiang – principal polo produtor da China. O fim da colheita de trigo no Paquistão acelerou o plantio de algodão – cuja área prevista na safra 2024 é de 2,3 milhões ha.

Plantio 2 – Nos EUA, o plantio evoluiu na última semana de 4% para 15% da área prevista para a safra 2024. Os trabalhos aceleraram no Arizona e atingiram 18% do total estimado no Texas, principal estado produtor.

EUA – Preocupado com a dificuldade em reduzir a inflação, o Federal Reserve (Fed) manteve a taxa anual de juros entre 5,25% e 5,5% nos EUA. A medida era esperada. Este é o mais alto patamar desde 2001.

China 1 – A estimativa é de que a China plantou 2,75 milhões hectares na safra 2023/24 – 9,9% a menos que na anterior. A produção foi projetada pelo BCO em 6,01 milhões tons (11,5% a menos que no ciclo passado).

China 2 – Já os números para a safra 2024/25 indicam 2,67 milhões ha (2,9% menos que na temporada 2023/24) e 5,86 milhões tons a serem colhidas (2,4% de queda em relação à safra anterior).

Índia 1 – De ago/23 a fev/24, a Índia exportou 305,7 mil tons de algodão – 3x mais que o registrado de ago/22 a fev/23. Bangladesh absorveu 61% do total e a China, 25%.

Índia 2 – A Índia deve produzir em 2024/25 6,1 milhões tons de algodão e consumir internamente em torno de 5,9 milhões tons.

Turquia – A produção de algodão da Turquia para 2024/25 está estimada em 912 mil tons, com consumo interno de 1,8 milhão tons. Assim, as importações de algodão estão projetadas em cerca de 900 mil tons.

Egito – Na safra 2024/25, o Egito estima cultivar 133,6 mil ha de algodão (25% acima do ciclo anterior). Até 30/04, o plantio alcançou 28,6 mil ha (20% da área total) – num ritmo 60% mais acelerado do que em 2023/24.

Indonésia – Os indonésios importaram 25,5 mil tons de algodão em fev/24, volume 33,1% superior ao registrado em fev/23. Na análise acumulada (jul/23 a fev/24), o total é de 241,1 mil tons – 15,9% acima do ciclo anterior.

Exportações – O Brasil exportou 239,8 mil tons de algodão entre 1º e 29/abr. A média diária de embarque foi 3,5 vezes maior em comparação com abr/23.

Preços – Consulte tabela clicando aqui!

Fonte: ABRAPA



 

FONTE

Autor:ABRAPA

Site: Abrapa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.