Em vídeo divulgado no canal do Youtube Professores Alfredo & Leandro Albrecht Rodrigo Boldrini, aluno da UFPR e Alfredo Albrecht, professor da UFPR e um dos supervisores do grupo Supra Pesquisa, mostram uma área com alta infestação de buva onde a dessecação não foi eficiente antes da semeadura da soja e essas plantas continuam presentes na lavoura que já está em floração.


Veja também: Redução da produtividade da soja causada por densidades populacionais de buva


Nessa área, com a soja já em floração e as condições climáticas desfavoráveis para a cultura da soja, a presença de buva é mais um fator que prejudica a lavoura e que certamente irá acarretar na redução do rendimento da cultura.

Conforme é destacado no vídeo, que foi realizado na região oeste do estado do Paraná, próximo da cidade de Palotina, a seca já vem se prolongando há dias, onde a última chuva foi de somente 5 mm no local e esse evento já tem mais de 15 dias chuva, justamente no período de floração da cultura da soja, onde a chuva é crucial.

Dessa forma, Alfredo destaca que o manejo antecipado é um ponto fundamental a se levar em consideração para que situações como essa não venham a ocorrer. Como essa planta é bastante adaptada às condições adversas, com o tempo seco, ela acaba se tornando ainda mais resistente, agressiva e de difícil controle.

Para um bom manejo, o pesquisador orienta que após a colheita da cultura anterior, que no caso da lavoura que é mostrada foi o milho, quando a palhada começar a reduzir já se deve iniciar o controle das plantas daninhas que vierem a emergir, evitando que essas se tornem mais agressivas, e que se desenvolvam a ponto de reduzir a eficiência de controle e gerar sementes que permanecerão na área.

Também vale ressaltar, em casos de deficiência hídrica como é o que vem ocorrendo nessa região do Paraná neste período, as condições climáticas antes da semeadura também não foram favoráveis para se fazer um bom controle com herbicidas e, devido a isso, a dessecação antecipada mais uma vez se apresenta como alternativa para garantir maior segurança no controle das plantas daninhas.

Por fim, o pesquisador ressalta que 1 planta de buva por m2 pode levar a uma perda de até 14% do rendimento da cultura da soja, conforme realizado em experimentos. Veja o resultado do estudo na figura abaixo.



Confira o vídeo abaixo.


Inscreva-se agora no canal dos Professores Alfredo & Leandro Albrechtaqui.




Elaboração: Engenheira Agrônoma Andréia Procedi – Equipe Mais Soja.

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.