Em vídeo divulgado no canal do Youtube Professores Alfredo & Leandro Albrecht, Leandro, professor da UFPR e um dos supervisores do grupo Supra Pesquisa mostra uma área com alta infestação de buva onde a dessecação não foi eficiente e agora isso vem causando problemas para os agricultores.


Veja também: O que fazer com a Buva no tempo seco?


O pesquisador mostra uma área localizada no Paraná, estado que vem sofrendo com as últimas secas que vem ocorrendo há um tempo, primeiramente impossibilitando o controle químico devido às condições não serem favoráveis para a aplicação, e agora, que está atrasando a semeadura da soja.

Em uma situação como a que é visualizada no vídeo, o pesquisador destaca que devem ser reiniciados os ciclos de aplicação, sendo uma alternativa o uso de uma associação com um produto de contato e um pré-emergente para reduzir um pouco o fluxo dessa planta.

Contudo, como a semeadura já deveria estar sendo realizada no local e a infestação está muito alta, certamente irá sobrar plantas de buva dentro da lavoura de soja, o que indica, mais uma vez, a importância de se realizar previamente o manejo dessa planta daninha.

Dessa forma, o pesquisador alerta para a importância de se fazer um manejo dessa planta daninha o quanto antes possível, controlando-a ainda quando está pequena e reduzindo seus fluxos no solo, com uso de pré-emergentes e evitando que essa planta daninha venha a emergir com uma boa manutenção de palhada e manejo integrado de plantas daninhas.

Confira o vídeo abaixo.


Inscreva-se agora no canal dos Professores Alfredo & Leandro Albrechtaqui.




Elaboração: Engenheira Agrônoma Andréia Procedi – Equipe Mais Soja.

Nenhum comentário

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.